MotoGP: Novas mudanças no regulamento para 2012

A Comissão de Grandes Prêmios, composta por Carmelo Ezpeleta (Chairman da Dorna), Ignacio Verneda (Diretor Executivo da FIM, Federação Internacional de Motociclismo), Herve Poncharal (IRTA) e Takanao Tsubouchi (MSMA), juntamente com Javier Alonso (Dorna), Mike Trimby (IRTA) e Paul Butler (secretário da reunião), se reuniu no dia 14 de dezembro, em Madri (Espanha), discutir mudanças na MotoGP, incluindo alterações nos regulamentos esportivo e técnico.

Regulamento Esportivo
Foi aprovado novo texto do regulamento de testes, que passou a incorporar várias decisões tomadas no início de 2011 em relação ao assunto.

Adicionalmente também ficou decidido que os pilotos da MotoGP podem testar motos usando a distribuição de 240 pneus disponíveis para cada equipa de cada construtor. Anteriormente este tipo de testes estava apenas reservado aos pilotos de testes. No interesse de uma competição justa também ficou acordado que outros pilotos da MotoGP podem testar suas máquinas com um limite de 120 pneus por piloto.

Foi acordado que pilotos que não se qualifiquem para a corrida devido ao tempo registrado no treino de qualificação podem ser qualificados se ficarem, no máximo, a 107% do melhor registo do warm up. Isto é um acréscimo aos anteriores regulamentos que consideravam apenas as sessões de treinos livres.

No que toca à regra da classe de MotoGP que impões aos pilotos a partida do pit lane devido a sanção por durabilidade do motor foi acordado que, no futuro, partirão dez segundos após o acendimento da luz verde para a saída do pit lane.

Os pilotos de todas as categorias agora podem agora usar motor de arranque na largada. Para todas as classes os aquecedores dos pneus podem ser mantidos no lugar até a apresentação da placa de um minuto. Os geradores continuam a ter de ser retirados quando da apresentação da placa de três minutos.

Regulamento Técnico
Passa a valer para a temporada 2012, para todas as categorias, a obrigatoriedade da ativação de uma luz vermelha na traseira das motos em condições de chuva.

Os limites mínimo de peso mínimo das máquinas de 1000cc na MotoGP será aumentados dos atuais 153 quilos para:
- A partir de 2012: 157 quilos
- A partir de 2013: 160 quilos

O tamanho das rodas permitido na Moto3 foi confirmado como:
Frontal: apenas 2.50” x 17”
Traseiro: apenas 3.50” x 17”

Foram também aprovadas todas as várias alterações de detalhe apresentadas pelo Diretor Técnico.

Foi considerada pela Comissão uma lista de inscritos para a classe de MotoGP para 2012. A lista continha nove entradas mais uma de reserva com máquinas CRT de vários topos. A participação de todas as inscrições CRT foi aprovada pela Comissão sob a aceitação de que o Estatuto CRT pode ser revisto pela Comissão de Grandes Prêmios a qualquer momento.

Foto: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br