MotoGP: Lorenzo venceu e tirou 25 pontos

Com a queda de Pedrosa e de Rossi o espanhol da Yamaha volta com tudo à disputa do título.

Por André Jordão

André Jordão

Jorge Lorenzo colocou a sua M1 no lugar mais alto do pódio, ontem, no circuito de Indianápolis, nos EUA. O espanhol largou em terceiro e com as quedas de Daniel Pedrosa e Valentino Rossi, ocupou a primeira posição e não saiu mais. Alex de Angelis, da Honda Gresini, foi o segundo e Nicky Hayden, da Ducati, completou o pódio.

Daniel Pedrosa, que largou com a Repsol Honda na pole, manteve a liderança na largada. Valentino Rossi pulou para segundo na saída, deixando seu companheiro de equipe, Jorge Lorenzo, com a terceira posição.

Colin Edwards começou muito bem e colocou a Yamaha Tech 3 na quarta colocação. Enquanto os pilotos da frente se respeitavam, Alex de Angelis, que era o quinto, começou a pressionar Edwards e não demorou a colocar a Honda Gresini no quarto lugar.

O primeiro lugar, até então ocupado por Pedrosa, parecia estar “amaldiçoado”. O espanhol foi ao chão sozinho, na quarta volta, deixando de bandeja a liderança para o líder do Mundial, Rossi. Lorenzo mantinha um bom ritmo e se aproximava do “Doutor”.

Edwards, que fazia uma bela corrida, começou a perder punho e aos poucos foi ultrapassado por Nicky Hayden, da Ducati, e Andrea Dovizioso, da Repsol Honda , caindo para o quinto lugar. Hayden e Dovizioso, ambos com motos de fábrica, disputaram até a última volta, mas o piloto que corria em casa conseguiu manter o posto e levou a Ducati ao pódio.

Na frente, Lorenzo pressionou e ultrapassou Rossi no fim do retão. 10ª volta, com um total de 28, foi quando o atípico aconteceu, o italiano, octocampeão do mundo, ensaiava o “bote” para cima da outra M1, quando perdeu o traçado e caiu, sozinho, abrindo espaço para o jovem espanhol abrir vantagem.

Pedrosa voltou às pistas e mais tarde acabaria com a 10ª posição. Rossi bem que tentou, mas o cabo do acelerador não o deixou continuar na disputa. Lorenzo passou a passear no circuito americano e aos poucos concretizou mais 25 pontos na classificação. De Angelis, beneficiado pelas quedas, conseguiu manter a Honda satélite no segundo posto e subiu pela primeira vez no pódio na sua carreira.

Uma última batalha aconteceu em Indianápolis, Marco Melandri, da Hayate Hacing, partiu para cima da Yamaha Tech 3, de James Toseland, entretanto em uma falha, o piloto italiano caiu e também abandonou a prova. Niccolo Canepa, da Pramac Racing, foi outro que não terminou a corrida.

Com tudo isso, Lorenzo reduziu a vantagem de Rossi para 25 pontos e agora volta com tudo para a disputa do título. Casey Stoner ainda se recupera e deve voltar só em outubro. A próxima etapa será no circuito de Misano, na Itália, dia 6 de setembro.

Confira os tempos de Indianápolis:
1) Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), 47min13s592
2) Alex de Angelis (RSM/Honda Gresini), 47min23s027
3) Nicky Hayden (EUA/Ducati Marlboro), 47min26s539
4) Andrea Dovizioso (ITA/Repsol Honda), 47min27s070
5) Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), 47min39s846
6) James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), 47min46s000
7) Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), 47min47s992
8) Mika Kallio (FIN/Ducati Marlboro), 47min48s448
9) Toni Elias (ESP/Honda Gresini), 47min58s597
10) Dani Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 47min58s969
11) Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), 47min59s070
12) Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 48min5s886
13) Aleix Espargaro (ESP/Pramac Racing), 48min17s144
14) Gabor Talmacsi (HUN/Scot Racing), 48min28s678

Confira a classificação:
1) Valentino Rossi, 212 pontos
2) Jorge Lorenzo, 187
3) Casey Stoner, 150
4) Dani Pedrosa, 141
5) Colin Edwards, 123
6) Andrea Dovizioso, 120
7) Alex De Angelis, 88
8) Loris Capirossi, 86
9) Randy De Puniet, 84
10) Marco Melandri, 79
11) Chris Vermeulen, 77
12) Nicky Hayden, 73
13) James Toseland, 72
14) Toni Elias, 70
15) Mika Kallio, 42
16) Niccolo Canepa, 32
17) Sete Gibernau, 12
18) Gabor Talmacs, 10
19) Yuki Takahashi, 9
20) Aleix Espargaro, 3

Atualizado em 31/08 às 9h30min.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br