MotoGP: Dobradinha espanhola em Jerez

Em uma corrida cheia de alternativas, Lorenzo foi o primeiro seguido de Pedrosa e Hayden.

Por Roberto Brandão

Roberto Brandão Filho

A segunda etapa do campeonato Mundial de Motovelocidade foi marcada por muitas quedas, mas principalmente pela dobradinha espanhola no circuito de Jerez de La Frontera. O vencedor da etapa do ano passado, Jorge Lorenzo, venceu a corrida depois que os líderes caíram. Após lutar contra sua condição física, o piloto da Repsol Honda, Daniel Pedrosa, terminou em segundo e Nicky Hayden ganhou de ”herança” a terceira posição.

Casey Stoner segurou bem o primeiro lugar na largada, enquanto Lorenzo ultrapassava Pedrosa para assumir a segunda colocação. Marco Simoncelli, da Gresini Honda, também largou muito bem e com cinco voltas ultrapassou Lorenzo e assumiu o segundo posto. Na mesma volta, vinte e duas para o final, “Super Sic” pressionou e numa bela manobra ultrapassou Stoner para assumir a ponta. 

Valentino Rossi e seu companheiro de equipe, Nicky Hayden largaram bem e assumiram a nona e sexta posições respectivamente na primeira volta. Em duas voltas, porém, Rossi já havia tomado oito posições e na quinta volta, encostou no pelotão de frente, formado por Simoncelli, Stoner, Lorenzo, Pedrosa e Spies. Uma volta depois, após manobras espetaculares de ultrapassagens, o multi-campeão superou Lorenzo e assumiu a terceira posição. Na vigésima primeira volta, em uma manobra precipitada, na disputa pela segunda colocação, Rossi perdeu a frente de sua moto e foi ao chão, derrubando Stoner.

O italiano conseguiu voltar para a pista, e em uma bela corrida de recuperação (e ajudado pelas quedas dos demais) terminou a prova na quinta posição. Já Stoner não conseguiu voltar  à pista e irritado fez o sinal de “banana” para Rossi enquanto caminhava para a área dos Box. No fim da prova, Rossi foi direto ao Box da Repsol Honda se desculpar com o piloto australiano. Stoner respondeu “... não, tudo bem. Sua ambição era maior que seu talento”. De fato, Rossi se precipitou e cometeu um erro que custou pontos importantes para ambos.

Com isso, a situação na pista naquele momento era Simoncelli em primeiro seguido de Lorenzo, Ben Spies, Hayden e Pedrosa. Pedrosa, porém, ganhou fôlego novamente na prova e assumiu a terceira posição, depois de ultrapassar Spies e Hayden. Com 16 voltas para o final, Simoncelli sozinho perdeu a frente de sua Honda e caiu, deixando o primeiro lugar de graça para Lorenzo e o segundo para Pedrosa.

Com nove voltas para o final, Pedrosa claramente desiste da briga pela primeira posição e mostra-se bem cansado. A placa de titânio que foi colocada em seu braço está pressionando a artéria dificultando a circulação do sangue, o que o deixa com falta de força no braço. Ele passará por uma cirurgia nesse mês, aproveitando que a próxima etapa será somente em maio, já que a etapa de Motegi foi adiada devido aos acontecimentos no Japão.

O companheiro de equipe de Pedrosa, Andrea Dovizioso, encontrou problemas de equilíbrio em sua moto e foi ficando para trás. Faltando algumas voltas para o final, Dovizioso parou para trocar de moto. Diversos pilotos visitaram a brita do circuito de Jerez, como Cal Crutchlow, que abandonou a prova faltando sete voltas. Rossi prosseguia em sua segunda recuperação e, com seis para o final, Rossi passou Hector Barbera e assumiu a sétima posição.

Na briga pelas primeira colocações, Spies tirou proveito da situação de Pedrosa e tomou o segundo lugar do piloto espanhol. Nesse momento, Colin Edwards assumiu a quarta posição, deixando Hayden em quinto. Porém, com poucas voltas para o fim da prova, Spies perdeu a frente na curva cinco e foi ao chão, negando a primeira dobradinha da Yamaha no ano. Com isso, Pedrosa voltou a segunda posição e Edwards ficou em terceiro. Mas como o dia era da brita, Edwards também caiu, deixando Hayden em terceiro, herdando o pódio. Com essas quedas, Rossi finalizou a prova em quinto.

A terceira etapa do campeonato Mundial de Motovelocidade acontecerá no dia primeiro de maio, no circuito de Estoril, em Portugal.

Resultados:
1) Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha Factory), 50min49s046
2) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda), + 19s339
3) Nicky Hayden (EUA/Ducati Team), + 29s085
4) Hiroshi Aoyama (JAP/San Carlo Honda Gresini ), + 29s551
5) Valentino Rossi (ITA/Ducati Team), +1min02s227
6) Hector Barbera (ESP/Mapfre Aspar Team), + 1min08s440
7) Karel Abraham (CZE/Cardion AB Motoracing), + 1min14s120
8) Cal Crutchlow (ING/Monster Yamaha Tech 3), + 1min19s110
9) Toni Elias (ESP/LCR Honda), + 1min42s906
10) John Hopkins (EUA/Rizla Suzuki), + 1min48s395
11) Loris Capirossi (ITA/Pramac Racing), + 1min51s876
12) Andrea Dovizioso (ITA/Repsol Honda), + 1 volta

Classificaçao Geral:
1) Jorge Lorenzo, 45 pontos
2) Daniel Pedrosa, 36
3) Casey Stoner, 25
4) Nicky Hayden, 23
5) Valentino Rossi, 20
6) Hiroshi Aoyama, 19
7) Andrea Dovizioso, 17
8) Hector Barbera, 14
9) Cal Crutchlow, 13
10) Karel Abraham, 12


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br