MotoGP: Austrália abre as últimas três etapas

A décima quinta e antepenúltima rodada da competição acontecerá no veloz circuito de Phillip Islando, neste fim de semana.

Por Roberto Brandão

Faltando apenas três rodadas para o fim do campeonato, o octocampeão Valentino Rossi viu sua vantagem na liderança da MotoGP cair para 18 pontos sobre seu rival ao título e companheiro de equipe, Jorge Lorenzo, que dominou a última etapa em Estoril, enquanto o italiano terminou na quarta posição, com problemas na aderência de seu pneu.

Rossi finalizou o Grande Prêmio de Portugal vinte e três segundos atrás de Lorenzo, a maior margem de diferença que o italiano terminou uma prova da MotoGP, na qual não caiu e remontou na moto, atrás de seu companheiro de equipe.

Casey Stoner retornou às pistas e finalizou a prova em Estoril na segunda posição, após perder três etapas por conta de uma doença. O piloto da Ducati venceu a corrida de sua casa nos dois últimos anos e pode completar a terceira vez seguida de vitórias na Austrália.

Uma figura que ameaça o australiano é o espanhol Daniel Pedrosa, que luta para tomar o terceiro lugar de Stoner. O piloto da Repsol Honda, que sofreu um acidente na primeira volta da prova do ano passado em Phillip Island, conseguiu apenas uma vitória neste ano.

Já Rossi, venceu cinco corridas da MotoGP seguidas em Phillip Island, de 2001 a 2005 e adora o veloz circuito. Querendo evitar o risco de deixar a decisão do título para a última etapa, mesmo cenário que o traiu em 2006, Rossi almeja uma vitória na Austrália e na próxima etapa, no Grande Prêmio da Malásia, para conquistar o nono título mundial de sua carreira.

O piloto Andrea Dovizioso, companheiro de equipe de Pedrosa, ocupa a quinta colocação no campeonato e já venceu uma prova na 125cc no circuito australiano, enquanto o piloto da Yamaha Tech 3, Colin Edwards, usará sua experiência como piloto da MotoGP e Superbike para tentar tirar os oito pontos de vantagem que o italiano tem sobre ele.

Loris Capirossi, piloto da Rizla Suzuki, odeia ser chamado de veterano, mas foi há 19 anos que ele se tornou o mais jovem campeão mundial quando venceu a prova da 125cc em Phillip Island. Já seu companheiro de equipe, o australiano Chris Vermeulen, fará sua última corrida no circuito de casa pela Suzuki na MotoGP antes de ir para o WSBK no ano que vem.

Outro piloto que também retornará ao WSBK em 2010 é James Toseland. Tem sido uma temporada difícil para o britânico, mas ele está determinado a deixar a Tech 3 com bons resultados. Toseland conhece bem o circuito de Phillip Island quando correu na Superbike, e no ano passado se tornou um dos poucos pilotos que conseguiu repassar Rossi durante a corrida.

Marco Melandri é dono de um importante recorde no circuito australiano. Ele foi o único piloto que venceu nas três categorias, 125cc, 250cc e MotoGP. O italiano provavelmente não conseguirá repetir sua performance na Hayate Kawasaki, mas fez uma ótima temporada e está na nona colocação do campeonato.

A décima quinta rodada do Campeonato Mundial de Motovelocidade começa na sexta feira com os primeiros treinos livres. No sábado, o grid de largada será decidido nos treinos de classificação e no domingo será a corrida.

Segundo a programação do canal de televisão por assinatura SporTV2, a transmissão das provas, 125cc, 250cc e MotoGP, será feita às 21hs, 22hs de sábado, e uma hora da manhã de domingo, respectivamente.  


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br