Moto1000GP: Renan Alves recebe alta da UTI

Cinco semanas após o grave acidente que sofreu em Interlagos no treino de aquecimento da primeira etapa do Moto 1000GP, Renan Ricardo Valério Alves recebeu alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional Sul, em Santo Amaro. O piloto paulista de 31 anos, internado desde 10 de julho, tem autorização médica para ser acomodado em quarto comum. Com isso, será transferido nesta segunda-feira (15/08) para um hospital de Araraquara, sua cidade.

Alves permaneceu em coma por mais de três semanas após o acidente. Na última semana, já tendo recobrado a consciência, foi submetido a uma cirurgia no fêmur direito, fraturado. “O Renan ainda não fala, por causa da traqueostomia, mas entende tudo o que perguntam a ele, responde com gestos. Ele, aliás, mostra que está ansioso para falar, quer falar. Com a traqueostomia, ainda não dá”, conta Paulo Defavari, chefe da Sport Plus Racing, equipe de Alves.

Defavari esteve com o piloto durante o fim de semana no Regional Sul. “A melhora do Renan foi muito boa, segundo os médicos dizem. A primeira etapa foi superada, que era sobreviver. Ele acordou, recobrou a consciência, agora vamos para o segundo passo, que é o trabalho de reabilitação física dele”, narra Defavari. “Será um processo à custa de muita fisioterapia, nós ainda não sabemos quanto tempo de fisioterapia, pode ser um ano, menos, mais”.

O chefe de equipe, comentando os contatos feitos por ele e por familiares de Renan Alves com os médicos do Regional Sul, relata não haver uma avaliação precisa sobre possíveis sequelas. “Por enquanto o Renan tem o lado esquerdo do corpo paralisado parcialmente, ele responde balançando a cabeça, até consegue mexer os dedos. Agora, chegando ao hospital de Araraquara, ele vai ficar em um quarto comum. O pior, acho, passou”, opina Defavari.

O acidente com Renan Alves aconteceu no warm up da segunda etapa da categoria GP1000. O piloto passou direto pela primeira tomada do “S” do Senna e bateu na proteção de pneus existente no traçado antigo de Interlagos. Atendido na pista, onde detectou-se de início a fratura do fêmur direito e um edema causado pelo traumatismo craneo-encefálico, foi levado ao Hospital Grajaú. De lá, no dia seguinte, foi transferido para a UTI do Regional Sul.

Fotos: Aldemir Donini



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br