Moto GP Sepang: Dia de trevas na motovelocidade

Giglio Val

Sic caiu como já o havia feito antes, ele parece as vezes se inclinar demais... sua estatura não ajuda. Desta feita , os super experientes Edwards e  Rossi nada puderam fazer... O primeiro até que esboça alguma reação, mas é impossível fazer algo... o ponto é de alta.

Vale passa por cima da cabeça do italiano, e é sua roda dianteira que arranca o capacete de Marco.
Como pode sair o capacete? ...imaginem o impacto.

Sic ainda arrastou seu rosto uns 50 ms na pista... Mas já não sentia nada.
Ele morreu na pista.

Mas como um piloto nunca morre em pista, acreditemos que ele morreu no hospital. (...nem o Villeneuve morreu na pista, imaginem...)

Sic, apesar de poucos resultados concretos, garantiu um lugar em nossa memória, e para aqueles que amam este esporte.

No Moto 2, mais emoções, com um Bradl que quase belisca o título, passando grande parte da corrida em 1º, e a  1ª curva da bandeira vermelha, Luthi passa, a 2 voltas do final, garantindo sua primeira vitória em muito tempo... Mas ele correu muito bem... Méritos!

A bandeira vermelha veio na 18º volta, mas são considerados os resultados da volta anterior.

Acho pessoalmente que Bradl ainda ia atacar e passar, mas a queda de Pons, levou a decisão para Valencia.
Marquez não correu, pois levou forte queda nos treinos, e não foi liberado pelos médicos.

A coisa ficou difícil mesmo em casa, na próxima etapa, pois apenas um 13º lugar dará o título ao alemão.

Méritos ao jovem Pol Espargaró que completou o podium, com seu irmão Alex em 4º. De Angelis  também fez grande corrida, e demérito para Pirro que largou bem e veio afundando, assim como Iannone que pareceu ter perdido ritmo nas últimas 2 provas.

Meus comentários desta vez são pífios e frios... retrato fiel do que foi o fim de semana.

Esperamos mais sorte em Valencia!

Giglio Val, 46 anos, é engenheiro e administrador de empresas. Fundou o Blog do Giglio (www.gigliof1.blogspot.com), que trata do mundo das competições. É patrocinador principal e manager do piloto brasileiro Danilo Lewis, que corre o Italiano de Stock 600cc Michelin Power Cup e o TNT Superbike no Brasil. Destemido, trabalha intensamente no projeto “Brasil no pódio da MotoGP 2015”.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br