Moto de Capa: 'Macchina' mais veloz da MotoGP

Ducati Desmosedici GP8 conquistou nove pole positions em 18 etapas desta temporada.

Por Leandro Alvares

Leandro Alvares

Embora tenha sido derrotada pela Yamaha YZF-M1 de Valentino Rossi, a Ducati Desmosedici GP8 foi um dos modelos mais poderosos da temporada 2008 da MotoGP. Na verdade, o segundo melhor equipamento do grid, já que só ficou atrás da adversária japonesa e nova campeã da categoria máxima do motociclismo.

Com Casey Stoner, a máquina italiana obteve seis vitórias e 11 pódios. Se não conquistou o bicampeonato, ao menos provou ser a moto mais rápida para uma volta lançada ao estabelecer um total de nove pole positions em 18 corridas disputadas.

Empurrada por um motor de 800 cilindradas, a GP8 foi uma versão refinada do modelo utilizado pela Ducati em 2007. “Trabalhamos nos pontos fracos da GP7 e desenvolvemos ainda mais os aspectos fortes da motocicleta usada na última temporada, que foi uma base muito sólida”, lembrou Filippo Preziosi, diretor técnico da Ducati.

Com linhas agressivas e uma pintura bastante emotiva, fica fácil de entender o motivo desta “macchina” ser conhecida no mundo como a Ferrari de duas rodas e o porquê de ter sido eleita para estampar a capa da edição de dezembro de nossa revista.
 
Ficha Técnica

Motor: V4, 4 tempos, DOHC, refrigeração líquida, 4 válvulas
Capacidade cúbica: 799 cm³
Potência máxima: Superior a 210 cv
Câmbio: 6 velocidades
Pneus: Bridgestone de 16,5 polegadas
Chassi: Tubular de alumínio
Freios: Brembo, discos de 320 mm de carbono (duplo na dianteira e simples na traseira)
Suspensão dianteira: Öhlins, upside-down com 42 mm de curso
Suspensão traseira: Öhlins, balança monoamortecida, pré-carga ajustável
Comprimento total: 2.060 mm
Altura mínima do solo: 125 mm
Peso seco: 148 kg
Tanque de combustível: 21 litros
Velocidade máxima: Superior a 310 km/h


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br