moto.com.br
Publicidade:

Motovelocidade

Moto 1000 GP: Grid terá representantes de sete países

Evento atrai competidores da América do Sul e Europa, que vão disputar com os principais pilotos brasileiros

13 de April de 2013
Compartilhe este conteúdo:

O Moto 1000 GP inicia no dia 21 de abril sua terceira temporada no calendário brasileiro da motovelocidade. O Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, igual em 2011, vai sediar a primeira etapa de um total de oito que compõem a temporada 2013. Em comum às duas datas, só o fato do campeonato começar em Interlagos e contar com Gilson Scudeler à frente do evento.

A diferença é que a competição cresceu nesses dois anos. Passou das seis etapas iniciais para oito, crescimento de 33 por cento. Cresceu de forma consistente, ganhando credibilidade, o que atraiu pilotos e equipes. Na corrida de estreia, em 2011, havia menos de 30 competidores inscritos, divididos em três categorias, GP Light, GP 1000 e GP BMW SS 1000 RR. A primeira etapa deste ano, o GP Petrobras, terá mais de 120 pilotos no grid. As categorias aumentaram daquelas três para cinco, GPR 250, GP 600, GP Light/GP Máster e a principal, a GP 1000.

A adesão de pilotos ao Moto 1000 GP é contínua. Em algumas categorias não há mais vagas para esta temporada. “A GPR 250 está com o grid dela completo. Na GP Light/GP Máster, nós encerramos as inscrições já faz duas semanas”, informa Scudeler. O status de campeonato brasileiro de motovelocidade, homologado pela Confederação Brasileira de Motovelocidade (CBM), trouxe ainda mais prestígio. 

Além de manter seus principais pilotos e receber competidores de outros campeonatos nacionais, o evento tem atraído concorrentes de outros países. Contando com o Brasil, serão sete países da Europa e América do Sul já na abertura da temporada. França, Espanha, Itália, Portugal, Argentina e Venezuela terão representantes disputando o campeonato brasileiro. “Os brasileiros serão os mais beneficiados, eles vêm de escolas fortes, são pilotos de nível, vão contribuir muito para elevar a pilotagem no Brasil. Os brasileiros só terão a ganhar com essa vinda deles”, assegura Scudeler, destacando o aspecto técnico.

Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece os pneus Power Slick, da GP 1000, e Power Cup, da GP Light, da GP 600 e da GPR 250, a todas as equipes. O campeonato tem o apoio de Beta Ferramentas, Shoei, Leovince, Bell, Servitec, Calfin, Tutto Moto e Öhlins.

 

Calendário

 

1º) Etapa: 21/04 – GP Petrobras/ Interlagos-SP

2º) Etapa: 26/05 – Curitiba- Pr

3º) Etapa: 23/06 – Interlagos-SP

4º) Etapa: 28/07 – Brasília-DF

5º) Etapa: 25/08 – Cascavel –PR

6º) Etapa: 22/09 – Interlagos-SP

7º) Etapa: 20/10 – Santa Cruz do Sul-RS

8º) Etapa: 17/11 - Goiânia-GO

 

Fotos: Leandro Lodo/Sérgio Sanderson

 



Fonte:
Equipe MOTO.com.br
Compartilhe este conteúdo:

WSBK: GP da Espanha acontece neste fim de semana

MotoGP: GP da Austrália acontece neste final de semana

SBK Brasil: Goiânia recebe 7ª etapa dia 22/10

Yamaha anuncia desafio Valentino Rossi x Motobot

MotoGP: gatas molhadas no paddock do GP do Japão

MotoGP: Andrea Dovizioso tem vitória convincente no Japão

Guilherme Brito disputará seletiva para Red Bull MotoGP Rookies Cup

Desmosedici Stradale é o novo motor Ducati quatro cilindros

SBK Brasil: Eric Granado vence etapa de Londrina (PR)

Trackday: um dia de pista é garantia de pura diversão

SBK Brasil: GP de Curitiba acontece nesse final de semana

HND Racing PRT reforça grid das 500 Milhas Brasil

Yamaha vence 8 Horas de Suzuka com a nova YZF-R1

Rafael Paschoalin conquista pódios em provas de Flat Track nos EUA


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras