Moto 1000 GP: Alan Douglas vence 3ª etapa em Interlagos

Pela quinta vez no ano o paulista Alan Douglas dos Santos comemorou a vitória na categoria GP 1000 em mais uma rodada de corridas válidas pela 3ª etapa do Moto 1000GP. O piloto da Pitico Race saiu com o primeiro lugar da corrida deste domingo (4/09) no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo (SP), e ampliou sua vantagem na liderança do campeonato. Seis pilotos lideraram a sexta etapa, que teve Murilo Colatreli, da Colatreli Racing, em segundo, com o jornalista Rafael Paschoalin em terceiro.

Douglas e o pole-position Pierre Chofard perderam posições na largada, enquanto Colatreli assumia a liderança, perdida para Diego Faustino, da Motonil, ainda na primeira volta. Na abertura da segunda, quem apareceu em primeiro foi Pablo Henrique Martins, da equipe Moto 1000GP, com uma dupla ultrapassagem sobre Paschoalin e Faustino. Quando todos completaram a segunda das 14 voltas, era Paschoalin quem surgia como líder.

O revezamento na liderança foi retomado na quarta volta, quando Chofard superou Paschoalin. Douglas, em prova de recuperação, era o terceiro e reservou uma dupla ultrapassagem para assumir a liderança no fim da quinta volta. Chofard manteve-se próximo do líder e tentou retardar sua frenagem ao fim da reta dos boxes na volta 7, mas sofreu uma queda no S do Senna e abandonou a disputa, pondo fim à chance de repetir a vitória da véspera.

Douglas, Colatrelli, Paschoalin e Faustino abriram a segunda metade da prova da GP 1000 separados por menos de um segundo. Na volta oito, Colatreli tomou a segunda colocação de Paschoalin e abriu ataque à liderança de Douglas. Conseguiu a ultrapassagem na 11ª volta, no S do Senna. O piloto da Pitico Race retomou o comando da corrida com uma ultrapassagem ao fim da reta Oposta na 12ª volta, para mantê-lo até a bandeirada final.

Depois de 14 voltas, o resultado da sexta etapa da categoria GP 1000 do Moto 1000GP em Interlagos foi o seguinte:

1º) Alan Douglas (SP/Pitico Race), BMW S1000RR, 24min10s057
2º) Murilo Colatreli (SP/Colatreli Racing), BMW S1000RR, a 0s159
3º) Rafael Paschoalin (SP/Moto 1000 GP), BMW S1000RR, a 0s686
4º) Diego Faustino (PR/Motonil Motors), BMW S1000RR, a 3s528
5º) Pablo Henrique Martins (SP/Moto 1000 GP), BMW S1000RR, a 7s650
6º) Jaime Pereira Cristobal (SP/JC Racing Team), Honda CBR 1000RR, a 33s724
7º) Osmar Gonçalves (SP/Osmar Racing), Honda CBR 1000RR, a 1min03s230
8º) Maurício Alexandre (SP/Sort Plus Racing), Suzuki Srad 1000, a 1min28s464

NÃO COMPLETOU
Pierre Chofard (SP/Moto 1000 GP), BMW S1000RR, a 8 voltas
MELHOR VOLTA: Chofard, na 2ª, 1min42s299, média de 151,637

CLASSIFICAÇÃO
A classificação do campeonato: 1º) Alan Douglas, 145 pontos; 2º) Diego Faustino, 89; 3º) Sarin Carlesso, 66; 4º) Jaime Cristobal, 60; 5º) Luiz Cerciari, 36; 6º) Osmar Gonçalves, 37; 7º) Rafael Paschoalin, 32; 8º) Pierre Chofard, 25; 9º) Murilo Colatreli, 23; 10º) Joel Soares Júnior, 22; 11º) Rafael Christiam, 21; 12º) Elson Tenebra, 19; 13º) Pablo Martins e Maurício Alexandre, 18; 15º) Renan Alves e Vinicius Maia, 13; 16º) Daniel Mendonça, 9; 17º) Juãozinho Simon, 7.

BMW S1000RR Cup e GP Light
Ronaldo Kastropil, na BMW S1000RR Cup, e Eduardo Costa Neto, na GP Light. Os vencedores da sexta etapa do Moto 1000 GP, neste domingo (4/09) em São Paulo, foram os mesmos da corrida que abriu a terceira rodada dupla no sábado (3/09) no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos. Não houve, contudo, qualquer semelhança entre as duas corridas paulistas que encerraram a primeira metade da temporada de 2011 da categoria.

Na largada, Dudu Costa Neto e Rodrigo Nini Pacheco assumiram as duas primeiras posições na corrida. Eles, contudo, foram punidos pela direção de prova com uma passagem pelos boxes sob alegação de terem movido suas motos antes da ordem de largada, determinada por semáforo. Pelo mesmo motivo, João Victor “Tripinha” Batista e Beto Juliani também tiveram de cumprir o drive-thru, o que deu ainda mais combatividade à corrida.

Costa Neto entrou nos boxes para cumprir sua punição ao fim da terceira volta. Com isso, Kastropil assumiu a liderança na classificação geral da corrida e passou a abrir vantagem. Tripinha passou a receber na quarta volta, no posto de sinalização junto à linha de chegada, a comunicação de seu drive-thru, cumprido duas voltas mais tarde. Pacheco, por não ter entrado nos boxes no prazo de três voltas, foi desclassificado da sexta etapa.

Na sétima volta, Costa Neto, que pilota a Kawasaki da Mobil Rush Racing Team, ocupava o terceiro lugar, segundo na GP Light. Estava a dois segundos de Renato Andreghetto, da Pitico Race, que estreou na categoria nesta rodada dupla em Interlagos. Tripinha, com a Honda da Fura 300 Racing, era o quinto colocado na GP Light e tentava se aproximar da disputa por um lugar no pódio. Em terceiro, aparecia Nick Iatauro, com a Honda da Pitico Race.

Os três mantiveram suas posições até metade da última volta. Andregetto, que estreou na categoria com o terceiro lugar na prova de sábado, acelerava para sua primeira vitória na categoria. Na descida do Lago, contudo, abriu o traçado e permitiu a ultrapassagem de Costa Neto, que venceu pela quinta vez em seis corridas. Andreghetto e Iatauro completaram o pódio, que também recebeu Kastropil, vencedor na classificação geral.

A prova da GP Light teve duas largadas. Na primeira, João Victor Batista assumiu a liderança, mas houve interrupção com bandeira vermelha por conta da queda de Taciano da Silva Nunes na curva do Lago. Atendido na pista, o piloto foi levado para o Hospital São Luiz, consciente. O doutor Marcos Korukian, chefe da equipe médica do Moto 1000 GP, informou que o piloto da Scigliano Racing teve a clavícula esquerda fraturada.

Após 14 voltas, o resultado da sexta etapa das classes GP Light e BMW S1000RR Cup, que marcou o encerramento da primeira metade da temporada de 2011, foi o seguinte:

1º) Ricardo Kastropil (SP/), BMW S1000RR, 25min12s910
2º) Eduardo Costa Neto (SP/Rush Racing Team), Kawasaki ZX6-R, a 6s268
3º) Renato Andreghetto (SP/Pitico Race), BMW S1000RR, a 6s711
4º) Nick Iatauro (SP/Pitico Race), Honda CBR 1000, a 9s666
5º) João Victor Batista (MS/Fura 300 Racing), Honda CBR 1000, a 20s931
6º) Robson Pereira (SP/Sport Plus Racing), BMW S1000RR, a 34s693
7º) Sérgio Laurentys (SP/Rush Racing Team), Kawasaki ZX6, a 41s917
8º) James Mike (SP/Sport Motor), Honda CBR 1000, a 57s675
9º) Edson Luís de Farias (SP/Top Bike), Honda CBR 1000, a 1min02s013
10º) Rafael Zanuto (SP/Fenix Racing), BMW 1000RR, a 1min13s238
11º) Ricardo Pitty (SP/Mobil Rush Racing Team), Kawasaki ZX6-R, a 1min15s380
12º) Sérgio Prates (SP/Scigliano Racing), Suzuki GSX 1000, a 1min55s353
13º) Gustavo Levy (SP/São Paulo), Triumph Daytona 955i, a 1 volta
14º) Wesley da Costa Sanches (SP/Sport Plus Racing), Honda CBR 1000, a 1 volta
15º) Vitor de Castro (RJ/Streetfighters), BMW S1000RR, a 1 volta

NÃO COMPLETOU
Beto Juliani (SP/Fenix Racing), BMW S1000RR, a 6 voltas
DESCLASSIFICADO
Rodrigo Nini Pacheco (SP/Motonil Motors), Honda CBR 1000
MELHOR VOLTA: Costa Neto, na 2ª, 1min45s819, média de 146,593 km/h

Moto 1000GP tem apoio de Petrobras, Lubrax, BMW Motorrad, Michelin, Beta Ferramentas, Servitec Dinamômetros, Vaz, Akrapovic, K&N, W2 Boots e MRA.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br