LORIS SOBRA NO GP DO JAPÃO

Rossi, segundo, passa a ameaçar a liderança de Hayden no mundial de MotoGP.

Por Leandro Alvares

Se Loris Capirossi demonstrou ser imbatível na classificação para a 15ª etapa da MotoGP, também foi soberano durante a corrida, disputada na madrugada deste domingo no Japão. O piloto da Ducati venceu a prova de Motegi sem maiores dificuldades e se manteve vivo na luta pelo título mundial.

A única pressão sentida na liderança foi exercida por Marco Melandri, que tentou assumir a ponta nas voltas iniciais, mas logo perdeu terreno. Com boa vantagem sobre os concorrentes, o vencedor apenas controlou a distância construída e faturou sua terceira proeza do ano com pouco mais de cinco segundos de sobras para Valentino Rossi, o segundo colocado. Melandri, repetindo as três primeiras posições do grid, completou o pódio 100% italiano.

A festa do champanhe foi bastante intensa, especialmente por parte de Rossi, que diminuiu a diferença que o separa de Nicky Hayden — líder da classificação e quinto colocado neste fim de semana — de 20 para apenas 12 pontos, restando ainda 50 em jogo.

“Esses 20 tentos que alcancei foram muito importantes para as minhas chances de ser novamente campeão, mas se tornaram ainda mais valiosos por terem sido conquistados nesta pista, que não é uma das minhas favoritas”, lembrou Vale. “Disputei a vitória com dois pilotos muito fortes, e é preciso ressaltar o brilhantismo de Loris, que ao me ver em sua cola tratou de sumir. Não tive condições de alcançá-lo hoje”, admitiu o competidor da Yamaha.

Quarto colocado na classificação e com chances matemáticas de lutar por um título que seria inédito em sua carreira, Capirossi não poupou elogios aos integrantes de sua equipe. “Trabalhamos muito desde os treinos de sexta-feira e conseguimos andar forte logo de cara. Os pneus Bridgestone se comportaram muito bem e me ajudaram a construir o resultado. Meus adversários estavam rápidos, mas eu soube controlá-los nos momentos certos e, obviamente, estou satisfeito”, afirmou.

Atual vice-campeão da categoria e terceiro na pontuação de 2006, Melandri por muito pouco não assumiu a liderança após a largada. Na tentativa de acompanhar Capirossi, porém, o piloto da Fortuna Honda começou a sentir desgastes em seu equipamento, o que culminou inclusive na perda da segunda posição.

“Quando eu estava na cola do Loris a minha moto passou a escorregar de traseira. Estava muito difícil fazer as reduções nas curvas para a esquerda e isso me atrapalhou. Eu quase perdi o controle em duas oportunidades, então resolvi amenizar para não ocorrer um terceiro momento”, contou.

Restando duas corridas para o desfecho do certame, cinco pilotos ainda alimentam possibilidades numéricas de levantar a taça de campeão. Além de Hayden e Rossi, os mais cotados ao êxito, Melandri, Capirossi e até mesmo Daniel Pedrosa sonham com o feito. No caso do espanhol da Repsol Honda, sétimo colocado em Motegi, as chances são mais remotas. Ele está com 202 pontos e ocupa o quinto lugar na tabela.

A próxima e penúltima corrida do mundial acontecerá no dia 14 de outubro, no circuito de Estoril, em Portugal.

Confira o resultado da 15ª etapa:
1) Loris Capirossi (ITA/Marlboro/Ducati), 24 voltas em 43min13s585
2) Valentino Rossi (ITA/Camel/Yamaha), a 5s088
3) Marco Melandri (ITA/Fortuna/Honda), a 8s378
4) Sete Gibernau (ESP/Marlboro/Ducati), a 9s712
5) Nicky Hayden (EUA/Repsol/Honda), a 11s944
6) Toni Elías (ESP/Fortuna/Honda), a 18s108
7) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol/Honda), a 19s937
8) Colin Edwards (EUA/Camel/Yamaha), a 22s492
9) Kenny Roberts Jr. (EUA/Team Roberts/KR211V), a 26s824
10) Makoto Tamada (JAP/Konica Minolta/Honda), a 30s970
11) Chris Vermeulen (AUS/Rizla/Suzuki), a 39s263
12) John Hopkins (EUA/Rizla/Suzuki), a 39s440
13) Kousuke Akiyoshi (JAP/Suzuki), a 45s595
14) Carlos Checa (ESP/Tech 3/Yamaha), a 49s571
15) James Ellison (ING/Tech 3/Yamaha), a 1min09s085

Campeonato:
1) Nicky Hayden, 236 pontos
2) Valentino Rossi, 224
3) Marco Melandri, 209
4) Loris Capirossi, 205
5) Daniel Pedrosa, 202
6) Casey Stoner, 119
7) Kenny Roberts Jr., 110
8) Colin Edwards, 104
9) John Hopkins, 101
10) Sete Gibernau, 95
11) Chris Vermeulen, 91
12) Shinya Nakano, 83
13) Toni Elías, 81
14) Makoto Tamada, 81
15) Carlos Checa, 60

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br