Lorenzo sofre mais uma contusão

Espanhol caiu feio mais uma vez na temporada e fraturou dois ossos do pé esquerdo.

Por Adilson

Justamente quando Jorge Lorenzo pensou que os acidentes e contusões haviam ficado para trás, ele simplesmente foi arremessado de sua Yamaha logo na primeira volta do Grande Prêmio dos Estados Unidos pelo Mundial MotoGP, neste último domingo.

Lorenzo fez uma boa largada e estava na quarta posição quando sofreu o acidente, aliás, muito parecido com o que havia sofrido na China. Lorenzo fraturou dois ossos do pé esquerdo, mas para sua sorte o campeonato ficará quase um mês parado para as férias de verão na Europa e ele terá tempo para mais uma recuperação.

“Estou muito triste porque estava já bastante confiante para a corrida depois dos treinos de qualificação e, acima de tudo, depois da boa largada que tinha feito”, disse Lorenzo.

“Quando caí o pneu não estava na temperatura ideal ainda, perdi a traseira da moto e depois só sabia que estava na brita com muitas dores no pé”, contou.

“É mais um acidente, mais uma contusão e mais um momento que tenho que esquecer o mais rápido possível. Preciso olhar para frente agora. Estou muito triste, mas preciso me concentrar no fato que ainda tenho um mês antes do GP da República Tcheca para me recuperar bem e conseguir correr 100%”, declarou o novato.

“O grande problema nesta prova foi a falta de aderência no pneu traseiro que ainda não estava na temperatura Ideal, pois estávamos no começo da disputa”, confirmou o chefe de equipe Daniele Romagnoli.

“Agora vamos torcer por uma grande recuperação de Lorenzo. Desejamos a ele uma ótima recuperação e que ele possa estar em Brno pronto para brigar com os pilotos da frente”, declarou.

Apesar disso, a equipe Yamaha tem motivos para comemorar, mas no outro lado do boxe, com o companheiro de equipe de Lorenzo, Valentino Rossi, que venceu em Laguna Seca pela primeira vez na brilhante carreira, depois de um duelo espetacular com Casey Stoner.

“Quero parabenizar Valentino pela magnífica corrida e vitória aqui nos Estados Unidos, ele fez um trabalho incrível”, finalizou Lorenzo.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br