Lorenzo não espera voltar à forma tão cedo

Espanhol diz que precisa retomar a confiança e que ainda tem muito para aprender.

Por Adilson

Jorge Lorenzo acredita que levará até o final da temporada para voltar a correr com o máximo de confiança e competitividade, depois de vários acidentes pela categoria principal das motos.

O piloto da Fiat Yamaha teve um começo de ano sensacional, ganhando a etapa de Portugal na sua terceira corrida como piloto de MotoGP e fazendo três poles nas três primeiras corridas do ano.

Mas um forte acidente nos treinos para o GP da China, seguido de outra violenta queda em Barcelona, forçando o espanhol a ficar de fora dessa corrida, fez com que a confiança ficasse seriamente abalada.

Falando ao jornal italiano “La Gazzetta dello Sport”, Lorenzo admitiu que as contusões o acertaram com força.

“Eu até pensei em parar, mas nada sério. É muito ruim cair várias vezes, quebrando a clavícula, os dedos da mão, sofrendo bastante e caindo na real que essas máquinas podem te machucar seriamente”, disse Lorenzo.

“Quero ser mais prudente. As motos da MotoGP são mais altas e mais potentes do que as de 250cc. Se você cair, passará por maus momentos. Ter medo num mundo competitivo como esse faz você cair para 14°, 15° lugares”, declarou.

Lorenzo foi tachado como um dos favoritos ao título no começo da temporada, mas agora caiu para a quarta posição na classificação, ficando 57 pontos atrás do líder do campeonato, Daniel Pedrosa.

O espanhol acha que ainda vai demorar um tempo para retomar a velha forma que o fez tão forte no começo de sua campanha na MotoGP.

“Serei competitivo de novo apenas no final da temporada. Preciso primeiro ganhar um pouco mais de experiência na MotoGP, para melhor entender o comportamento dessas motos e, mais que tudo, voltar a ter confiança em mim mesmo”, finalizou.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br