Kawasaki admite pressão para 2009

Diretor de competições diz que pode perder cargo se a equipe não progredir na MotoGP.

Por Leandro Alvares

A Kawasaki precisa, a qualquer custo, alcançar melhores resultados na temporada 2009 da MotoGP. A afirmação em tom de cobrança é do diretor de competições da marca japonesa, Ichiro Yoda.

Entrevistado pela revista “Motosprint”, o dirigente revelou que a pressão dos patrões sobre a equipe está sendo muito grande e pode ocasionar modificações no grupo caso a montadora repita no próximo torneio o fiasco deste ano.

“É evidente que precisamos fazer muito mais no ano que vem. Há uma enorme pressão sobre nós e nos disseram que devemos trazer resultados convincentes. Essa mensagem veio do chefe das indústrias Kawasaki”, afirmou Yoda.

“A cobrança em relação ao meu trabalho tem sido muito forte e talvez minha próxima chance de mostrar serviço seja a última. Se não formos bem, eu provavelmente perderei minha posição no grupo”, ressaltou.

Neste ano, a Kawasaki amargou o penúltimo lugar na classificação por equipes com 112 pontos, ficando à frente apenas da independente LCR Honda. No mundial de pilotos, John Hopkins e Anthony West foram 16º e 18º, respectivamente.

Em 2009, o time verde limão terá o italiano Marco Melandri, ex-Ducati, como novo parceiro do norte-americano Hopkins.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br