Ioda Racing apresenta seu motor para Moto3

Giampiero Sacchi, proprietário da Ioda Racing Project na categoria Moto2 (com os pilotos Mattia Pasini e Simone Corsi) revelou o seu novo motor para a classe Moto3 ao público durante a oitava etapa da temporada 2011 do campeonato Mundial de Motovelocidade, em Mugello. A Moto3 vai substituir a atual classe de 125cc usando, a partir de 2012, novo motor de 250cc 4 tempos. O chassis da Ioda Racing Project deverá ser apresentado em setembro.



"Este é o segundo passo do projeto Ioda, o terceiro será no Outono, quando apresentarmos a moto para o Campeonato Mundial do ano que vem”, disse Sacchi. “Tudo começou no dia 26 de outubro do ano passado, em Estoril, com a apresentação da TR001 (uma moto protótipo). Esse dia foi um passo crucial porque naquele momento, com o Roberto (Papetti, diretor do projeto), começamos a construir e desenvolver este motor e estamos contentes por o apresentarmos aos entusiastas e fãs".



O motor deverá produzir mais de 50cv e já foi ao dinamômetro numa versão para Karting, além de ter sido testado em termos de fiabilidade. Um teste que Sacchi assegura que foi bem sucedido.



Não se deixando intimidar pelos progressos da Honda na Moto3, o patrão da Ioda Racing Project afirmou: “Se se entra para um desafio tão grande como o Campeonato do Mundo com hesitações o melhor é desistir logo. Vai ser interessante ver o que acontec”.



Para construir o motor a Ioda Racing Project colaborou com a Robby Motor Technology para formarem uma nova companhia, a Emir (o nome oficial do motor é EMIR GP 3).

"A Moto3 é uma categoria onde a tecnologia necessária não está disponível apenas para os grandes construtores, mas também para pequenas empresas de engenharia. O que falta a estas pequenas companhias para produção em grande escala, têm para oferecer uma relação muito próxima com os clientes. Esta classe é fantástica, é um centro de conheciment”, disse Sacchi.



O motor de um cilindro de 250cc 4 tempos pesa 20,6 kg, com tirantes e válvulas em titânio, caixa de velocidades amovível e embreagem a seco. O custo será de 12.000 euros mais IVA.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br