ICGP: Primeira etapa conta com grid de 27 pilotos

A temporada 2018 do International Classic Grand Prix (ICGP), o campeonato mundial para motocicletas de GP clássicas, começou. A primeira prova, realizada no circuito de Paul Ricard, na França, teve a participação de 27 pilotos de dez nacionalidades, dentre os quais estava o brasileiro Bob Keller, com uma Yamaha TZ L. Mesmo enfrentando problemas com sua moto, Keller conseguiu um nono e um sexto lugares na categoria 250. E acabou protagonizando um dos momentos mais inusitados do final de semana.

Nos treinos, a moto de Keller parou duas vezes por panes mecânicas. Com apenas duas voltas completadas, o brasileiro conseguiu o 15º lugar no grid. Na primeira corrida, Keller fez toda a corrida com o motor da Yamaha TZ L ameaçando travar a qualquer momento. Isso aconteceu na penúltima volta no final da reta Mistral. “Eu já estava prevenido e acionei a embreagem com rapidez suficiente para evitar um tombo”, conta. O brasileiro aproveitou o declive da curva Signes, no final da reta, e aproveitou a força da gravidade até onde foi possível. Como a distância restante não era tão grande, Keller passou então a empurrar a moto pela beira da pista para chegar aos boxes.

Confira os equipamentos disponíveis no Shopping.MOTO.com.br!

“Cheguei na entrada do box e estava pronto para entrar quando vi o diretor de prova dando a bandeirada. Aí mudei o caminho e fui empurrando para cruzar a linha. Recebi a bandeirada ‘com a língua de fora’, mas ao menos fui classificado”, conta o brasileiro, que apareceu em nono entre os pilotos da categoria 250. O motor foi reparado para a segunda corrida e, pela primeira vez em todo o final de semana, a moto funcionou perfeitamente – e rendendo muito bem, permitindo a Keller terminar em sexto lugar entre os pilotos da 250.

Nas duas corridas, os vencedores foram o belga Yves Hecq, na 250, e o britânico Antony Hart, na 350. Este último obteve suas primeiras vitórias no ICGP depois de o atual campeão da 350, Mike Edwards, ter caído nas duas provas quando liderava. O frio intenso em Paul Ricard, aliado ao asfalto totalmente novo, fez a aderência da pista estar muito baixa durante todo o final de semana. "A Fórmula 1 voltará a correr em Paul Ricard em junho. Por conta disso, a pista foi totalmente recapeada e todo o calendário de provas do primeiro semestre foi antecipado. Isso fez o Sunday Ride Classic, evento que hospeda o ICGP, acontecer ainda no final do inverno, em vez de em plena primavera como sempre foi de costume", explica Keller. Outro acontecimento incomum foi a participação do italiano Claudio Cipriani. Sua Kawasaki KR 350 teve problemas mecânicos na primeira corrida. Na segunda, ele alinhou na mesma categoria, mas com uma Kawasaki KR 250, igualmente inscrita para o evento. Não teve sorte: esta segunda moto funcionou apenas durante duas voltas.

Quer vender sua moto? Anuncie no MOTO.com.br!

Para Keller, a grande satisfação do final de semana foi constatar o entusiasmo dos demais pilotos pela volta do ICGP ao Brasil – a última corrida da temporada está marcada para o dia 2 de dezembro em Interlagos. “Todos eles conhecem o traçado do autódromo apenas por fotos e filmagens. Fiz uma apresentação do ICGP Brasil para eles e fiquei impressionado como o nome ‘Interlagos’ inspira respeito. Tenho certeza de que eles vão gostar muito de correr em São Paulo”, conclui Keller.

Resultados em Paul Ricard

Prova 1
Categoria 250: 1) 44-Yves Hecq (Bélgica), Armstrong; 2) 18-Stefan Tennstädt (Alemanha), Bakker-Rotax; 3) 51-Werner Reuberger (Áustria), Bakker-Rotax; 4) 41-Bernard Tabarly (França), Armstrong; 5) 16-Marc Auboiron (França), Yamaha TZ H; 6) 84-Jean-René Marmelat (França), Yamaha TZ H.

Categoria 350: 1) 75-Antony Hart (Grã-Bretanha), Yamaha TZ; 2) 28-Guillaume Foireau (França), Yamaha TZ G; 3) 17-Jean-Paul Lecointe (França), Yamaha TZ G; 4) 10-Vince Cundle (Grã-Bretanha), Yamaha TZ G; 5) 43-Serge Guillermin (França), Yamaha TZ G; 6) 78-Robert Burns (Grã-Bretanha), Yamaha TZ. 

Prova 2
Categoria 250: 1) 44-Yves Hecq (Bélgica), Armstrong; 2) 22-Mark Rogers (Grã-Bretanha), Yamaha TZ H; 3) 18-Stefan Tennstädt (Alemanha), Bakker-Rotax; 4) 51-Werner Reuberger (Áustria), Bakker-Rotax; 5) 41-Bernard Tabarly (França), Armstrong; 6) 21-Bob Keller (Brasil), Yamaha TZ L.

Categoria 350: 1) 75-Antony Hart (Grã-Bretanha), Yamaha TZ; 2) 28-Guillaume Foireau (França), Yamaha TZ G; 3) 43-Serge Guillermin (França), Yamaha TZ G; 4) 10-Vince Cundle (Grã-Bretanha), Yamaha TZ G; 5) 78-Robert Burns (Grã-Bretanha), Yamaha TZ; 6) 35-Patrice Fanchon (França), Yamaha TZ G.

 

Classificação dos campeonatos

Categoria 250:
1. Yves Hecq 50 pontos
2. Stefan Tennstädt 36 pontos
3. Mark Rogers 30 pontos
4. Werner Reuberger 29 pontos
5. Bernard Tabarly 24 pontos
6. Marc Auboiron, 20 pontos
7. Bob Keller, 10 pontos

Categoria 350:
1. Antony Hart 50 pontos
2. Guillaume Foureau 40 pontos
3. Vince Cundle 29 pontos
4. Robert Burns 24 pontos
5. Patrice Fanchon 21 pontos
6. Jean Dondaine 19 pontos 

Calendário do ICGP 2018:

23 a 25 de março - Paul Ricard (França)
18 a 20 de maio - Vallelunga (Itália)
7 a 10 de junho - Oschersleben (Alemanha)
28 e 29 de julho - Anglesey (País de Gales)
7 e 8 de setembro - Hockenheim (Alemanha)
2 de dezembro - 2º ICGP Brasil (Interlagos)

Fotos: Divulgação/ICGP Brasil



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br