GILSON PERTO DO TÍTULO

Tetracampeão da Supersport vence a prova da Superbike em Santa Cruz.

Por Leandro Alvares

Gilson Scudeler deu neste domingo um importante passo na disputa pelo título da Superbike, na primeira temporada da inclusão da categoria no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O paulista do Team Scud Petrobras venceu a sexta e antepenúltima etapa, no circuito gaúcho de Santa Cruz do Sul, e passa agora a depender de um 12º lugar em uma das duas últimas corridas do ano para confirmar a conquista de seu quinto título consecutivo.

Quatro vezes campeão da Supersport, Scudeler foi segundo no grid da Superbike. Na primeira volta, pressionou o pole Leandro Panadés, mas o duelo pela liderança não aconteceu. O piloto da Suzuki sofreu uma queda ainda na primeira volta, abrindo caminho para que o líder do torneio pudesse administrar o primeiro lugar.

Panadés, em recuperação, foi segundo colocado. Ele é o único piloto que tem chances matemáticas de impedir Scudeler de se tornar o primeiro campeão da categoria. “Nossa situação no campeonato ficou muito boa”, constatou o líder.

Quem vive situação ainda mais confortável que a de Scudeler é Murilo Ribeiro, vencedor das seis corridas disputadas até o momento nas 125cc. No páreo gaúcho, ele liderou do início ao fim e, com o resultado, ficou com uma mão na taça. “Não esperava fazer uma campanha tão regular. Agora vou atrás do título”, avisou o jovem de 17 anos, idade máxima permitida para a categoria. “Irei para a 250cc no ano que vem e com certeza será um desafio bastante difícil”, antecipou.

A bateria da 250cc foi de tirar o fôlego. Logo no início, formou-se um pelotão que se revezou na liderança a cada volta. Os gaúchos Marciano Santin e Osmar Cefrin, o paulista Fábio Peasson e o brasiliense William Pontes travaram uma incrível disputa.
 
Marciano conquistou a ponta e conseguiu segurar a vantagem até a bandeirada, seguido de muito perto por Cefrin, que na reta final saiu um pouco da pista e despencou para a quarta posição. Pontes foi o segundo e Peasson, o terceiro. “Não poderia ter sido melhor”, comemorou Marciano. “É ótimo competir no Rio Grande do Sul, mas a pressão acaba sendo maior”, acrescentou o piloto.

Nas 500cc, Alecsandre Brieda, o Doca, teve de driblar dois obstáculos para vencer mais uma vez em 2006: a pressão de Carlos Alberto de Campos Cruz e uma contusão na mão direita, ocasionada por uma queda durante os treinos cronometrados. “Não sei de onde tirei forças para vencer. Foi uma das provas mais difíceis da minha vida”, analisou o piloto de Piracicaba.

“Muitas vezes a minha mão formigou. Ontem, cheguei a pensar que não conseguiria completar a bateria”, confessou o competidor, que se aproximou da conquista do terceiro título consecutivo.

Na Supersport, classe para as motos de 600cc, Murilo Colatreli subiu no degrau mais alto do pódio ao vencer o duelo travado contra Bruno Andric, o segundo colocado. Bruno Corano ficou em terceiro. “Estou muito contente, pois o nosso duelo proporcionou bastante emoção ao público”, comentou o novo líder do certame. “Gosto de correr aqui em Santa Cruz e estou muito feliz com a liderança da competição”, finalizou.

Confira o resultado das baterias em Santa Cruz:

125cc
1) Murilo Henrique Ribeiro
2) Otávio Lucchini
3) Lucas Mattei
4) Jefferson do Carmo
5) Marcelo Vinícius Kohlrausc

250cc
1) Marciano Santin
2) William Pontes (Pamonha)
3) Fábio Peasson
4) Osmar Cefrin (Mazinho)
5) Marcos Mardegan

500cc
1) Alecsandre Brieda
2) Carlos Alberto de Campos Cruz
3) Gilson Romani
4) Mauro Thomassini
5) Mauro Laguna

Supersport
1) Murilo Colatreli
2) Danilo Andric
3) Bruno Corano
4) Ricardo Simohara
5) Daniel Gurgel

Superbike
1) Gilson Scudeler
2) Leandro Panadés
3) Robson Boscardin
4) Alexandre Kracik
5) William Onzi
      
Classificação:

125cc

1) Murilo Henrique Ribeiro, 150 pontos
2) Otávio Lucchini, 104
3) Douglas Figueiredo, 71
4) Jefferson do Carmo, 67
5) Eric Granado, 60

250cc
1) William Pontes, 112
2) Fábio Peasson, 105
3) Marciano Santin, 91
4) Maico Teixeira, 66
5)  Ana Lima, 66

500cc
1) Alecsandre Brieda, 145
2) Carlos Alberto de Campos Cruz, 101
3) Gilson Romani, 97
4) Sérgio Ferreira, 60
5) Mauro Laguna, 51

Supersport
1) Murilo Colatreli, 108
2) Bruno Corano, 97
3) Philippe Braga Thiriet, 94
4) Danilo Andric, 78
5) Daniel Gurgel, 56

Superbike
1) Gilson Scudeler, 140
2) Leandro Panadés, 94
3) Pierre Chofard, 77
4) Pablo Martins, 65
5) Alexandre Kracik, 63

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br