Gibernau encara mais testes com a Ducati

Espanhol concluiu mais dois dias de testes no circuito de Mugello, na Itália.

Por Adilson

Sete Gibernau completou seu terceiro teste pela Ducati depois de dois dias pilotando no circuito de Mugello, na Itália, junto com os pilotos de testes Vittoriano Guareshi e Niccoló Canepa.

Mesmo sem saber o quanto Gibernau está perto de voltar aos paddocks da MotoGP, provavelmente substituindo Marco Melandri, o espanhol continua acelerando no circuito italiano.

Testando ambos os pneus, de corrida e classificação, sua melhor volta foi de 1min48s9, enquanto seu tempo médio ficou em torno de 1min50s5, com o pneu de corrida mais duro. Só para ter uma referência, a pole position de Valentino Rossi nesta temporada em Mugello foi de 1min48s1, deixando o espanhol em um oitavo lugar no grid.

Embora tenha sofrido um acidente na parte final do treino, Gibernau está muito agradecido por ter completado dois dias inteiros pilotando uma Ducati.
 
“Tem sido ótimo testar mais uma vez os pneus de classificação depois de dois anos”, disse Gibernau. “Mas o mais importante foi a perfeita adaptação com a moto na pista em quase todos os momentos. Mesmo com a queda, fizemos um teste bem positivo. Agradeço mais uma vez a Ducati pela oportunidade de pilotar mais uma vez uma MotoGP”, declarou.

“Vamos ver juntos como e se teremos a chance de continuar cooperando. Hoje tive a experiência de novo de sofrer um acidente e estou muito bem. Decidi junto com Filippo em não correr amanhã, pois já estamos satisfeitos com o bom trabalho que fizemos nesses dois dias”.

“Agradeço muito Sete mais uma vez, que de novo nos ajudou muito”, disse Filippo Preziosi. “Estou impressionado com o ritmo dele, com tempos muito bons, tanto com pneus de corrida, como de classificação. Estamos evoluindo juntos a chance de mais uma cooperação e espero achar uma boa opção para todos”, concluiu Preziosi.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br