Garota de 16 anos pilotará a Suzuki da MotoGP

A equipe dará a oportunidade para a piloto Elena Myers, que pilotará a GSV-R da MotoGP em Valencia, depois do termino da temporada 2010.

Por Roberto Brandão

A equipe Rizla Suzuki da MotoGP convidou a piloto de 16 anos vencedora de uma prova do AMA Supersport, Elena Myers, para guiar a GSV-R em Valência após a última etapa do campeonato de 2010.

A oferta foi feita depois que Myers foi convidada para realizar uma “tour” no Box da Rizla Suzuki durante o Grande Prêmio dos Estados Unidos, no fim de semana retrasado em Laguna Seca.

“Nós vimos que ela estava se dando bem com sua Suzuki”, disse Tim Walpole, assessor de imprensa da Rizla Suzuki MotoGP. “Então pensamos que ela gostaria de visitar o Box, conhecer os rapazes e dar uma olhada em como tudo funciona”.

“Me deixa pasma em pensar que pessoas como essas podem estar prestando atenção nas coisas do AMA”, disse Myers, que corre pela equipe Lucas Oil Roadracingworld.com RMR Suzuki. “Uma oportunidade como esta só se recebe uma vez na vida”.

Quando Myers chegou ao Box da Rizla Suzuki, ela foi apresentada para o piloto da MotoGP Loris Capirossi, que a fez muitas perguntas sobre suas competições e a convidou para sentar na GSV-R.

“Foi muito legal, especialmente conversar com Capirossi. Eu já o respeitava muito, mas agora o respeito mais ainda. Ele é um cara com os pés no chão”, declarou.

Myers também conheceu o piloto novato da equipe, Álvaro Bautista, que explicou o que todos os botões no guidão e no painel da GSV-R faziam.

Enquanto ela visitava o Box da Suzuki, algumas pessoas da equipe perguntaram para Myers se ela gostaria de pilotar a GSV-R de prova em uma outra hora. Para ela, aquilo não passava de uma piada.

Porém, o chefe de equipe Paul Denning deixou claro que ele gostaria de dar a oportunidade à ela de dar algumas voltas com as motocicletas, após a última etapa da temporada, em Valencia, na Espanha.

Denning explicou que não seria um teste, mas apenas uma chance para Myers pilotar a moto da categoria rainha do motociclismo mundial, o que não a deixou menos empolgada.

“Se eu puder realmente pilotar uma daquelas motocicletas será a coisa mais insana de todos os tempos, mesmo que só por apenas algumas voltas. Não tem como descrever o que estou sentindo no momento”, finalizou Myers.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br