FUTURO INCERTO PARA ROSSI

Italiano ainda não sabe se vai conseguir largar as motos para competir na Fórmula 1.

Por Thiago Fuganti

No ano decisivo para o seu futuro no mundo das competições, Valentino Rossi confessou ainda não ter certeza do que irá acelerar em 2007. O astro da MotoGP, apesar dos testes satisfatórios realizados na Fórmula 1, disse nesta quarta-feira que não sabe se vai querer trocar as duas pelas quatro rodas.

Após a última sessão de treinamento realizada com a Ferrari, no circuito de Valência, no mês passado, o italiano da Yamaha voltou a se concentrar nos ensaios de pré-temporada do Mundial de Motovelocidade. E no retorno à Yamaha, admitiu que ainda se diverte mais em uma motoca.

“A sensação que um carro de F-1 transmite é completamente diferente a de uma moto”, afirmou o piloto de 27 anos, em entrevista à revista alemã “Motorsport Aktuell”. “Estou com a cabeça em dois lugares e não sei, neste momento, o que vou querer para o próximo ano”, ressaltou.

O “Doutor” lembrou também que aceitou o recente teste da Ferrari por se tratar de um treino coletivo, no qual ele pôde pela primeira vez medir forças com os demais competidores da categoria de monopostos. Em três dias de trabalhos, a bordo do modelo F2004, equipado com motor V10 de potência restrita, Rossi completou 105 voltas, rodou sete vezes, mas ainda assim chamou a atenção pelo desempenho.

Questionado mais uma vez sobre as diferenças existentes entre um carro de corrida e uma máquina da MotoGP, Rossi tornou a dizer que não há como compará-los. “É como se um jogador de futebol passasse para o basquete. Tudo é diferente, dois mundos completamente opostos”, resumiu.

Não se sabe ainda quando o heptacampeão da MotoGP voltará a um cockpit da Ferrari. A equipe de Maranello, porém, já avisou que irá chamar o competidor para novos testes ao longo do ano — o contrato de Rossi com a Yamaha se encerra no fim de 2006, assim como o de Michael Schumacher com a escuderia vermelha, que deve perdê-lo para a aposentadoria.

Rossi iniciará sua campanha pelo oitavo título na MotoGP a partir do dia 26 de março, em Jerez de La Frontera, na Espanha. No mesmo mês, mas no dia 12, a Fórmula 1 dará início ao seu certame, com a realização do GP do Bahrein.




Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br