Erro de pneu acabou com sonho de Rossi

A equipe Fiat Yamaha defendeu sua decisão de mandar Valentino Rossi à pista com o composto dianteiro duro, o que pareceu ter tirado sua oitava vitória consecutiva em sua casa, no circuito de Mugello, na última rodada do mundial, neste fim de semana.

Começando em quarto lugar no grid de largada, o hexa-campeão da MotoGP conseguiu um ótimo progresso, com a pista molhada, quando foi para a primeira posição na oitava volta. Mesmo sendo rapidamente ultrapassado por seu conterrâneo Marco Melandri, Rossi segurava uma próxima segunda posição.

Os quatro pilotos da frente naquele momento – Melandri, Rossi, Jorge Lorenzo e Casey Stoner – trocaram de moto no final da décima volta.

Stoner voltou à pista com os compostos médios na frente e atrás em sua Ducati, enquanto a parte da garagem da Yamaha reservada à Lorenzo optou por calçados médios na frente e duros atrás, seu companheiro de equipe, Rossi, retornou dos Box com pneus duros dianteiros e traseiros.

O pneu duro dianteiro teria sido uma boa escolha se a corrida toda fosse disputada no seco, mas como isso não aconteceu, o calçado duro demorou muito para aquecer, fazendo com que o italiano perdesse muito tempo. “É claro que estou muito desapontado em não ganhar novamente, principalmente em Mugello, mas o importante foi que pelo menos consegui estar no pódio. É um momento muito especial subir ao pódio, com seus fãs abaixo de você, e teria sido muito triste perder isso”, disse Rossi.

Após sair dos Box, o octocampeão caiu para sexto lugar e mesmo assim conseguiu marcar o melhor tempo da prova na volta 21. A vitória já era impossível e o italiano ficou com a terceira colocação, dois segundos atrás de Stoner e um atrás de Lorenzo. “Foi uma corrida muito difícil e, novamente, o clima foi um problema para nós. Estas corridas com metade seco e metade chuva não vem sendo boas e acho que é meu primeiro pódio em uma delas”, comentou o atual campeão do mundo.

O primeiro tempo de Rossi com os pneus duros foi 2min13s483, que comparado aos tempos de Stoner, 2min6s761, e de Lorenzo 2min10s526, provam que os compostos duros não foram a melhor escolha. “No molhado fomos muito rápidos por conta da boa configuração, mas quando mudamos de moto cometemos um erro e escolhemos um pneu dianteiro muito duro que demorou para aquecer e por isso perdi um bom tempo”, confirmou o italiano.

Rossi foi o único piloto entre os cinco melhores que correu com o pneu dianteiro duro. Seu diretor de equipe Davide Brivio, explicou tal decisão. “É fácil dizer que podíamos ter feito as coisas diferentes, mas tomamos um decisão nos baseando nas características da moto, do estilo de pilotagem de Rossi e de nossas próprias experiências. Você só sabe se tomou a decisão certa quando acaba a corrida”, disse Brivio

O piloto que também usou os compostos duros foi o sexto colocado, Colin Edwards, da Tech 3 Yamaha, que ficou 24 segundos atrás de Stoner.

Rossi está agora na terceira colocação no campeonato, nove pontos atrás do novo líder, Stoner, e somente cinco pontos atrás de seu companheiro de equipe.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br