DUELO DE HEPTACAMPEÕES

Rossi e Schumacher testam pela Ferrari em Valência, na próxima semana.

Por Fredy

As notícias da Fórmula 1 mais uma vez se infiltraram no mundo das duas rodas. Isso porque Valentino Rossi, o multi-campeão da MotoGP, foi confirmado nesta quinta-feira para uma nova sessão de testes com a Ferrari, o que tornou a aumentar os indícios da provável transferência do piloto para a categoria de monopostos - ao que tudo indica, já em 2007.

Os trabalhos serão realizados na próxima semana, no circuito de Valência, na Espanha. Mais do que três dias de atividades, o italiano poderá pela primeira vez medir forças com o heptacampeão Michael Schumacher, também escalado para os ensaios da escuderia de Maranello, assim como o brasileiro Felipe Massa.

Além dos "companheiros" de Ferrari, Rossi encontrará na pista os pilotos das equipes McLaren, Williams, Toyota, Honda e BMW Sauber. Até então, o corredor só havia guiado um bólido em treinos particulares, nos circuitos italianos de Mugello e Fiorano.

O carro preparado para o "Doutor", que encerrou ontem a primeira semana de testes de 2006 com a nova Camel Yamaha, na Malásia, foi o modelo F2004 (utilizado na temporada 2004), com motor V8. O início do treinamento está agendado para terça-feira. 

De acordo com o diretor geral da Ferrari, Jean Todt, Rossi deve ser convocado para mais testes nos próximos meses. "É um prazer vê-lo pilotando para nós", afirmou o francês, que se esquivou das perguntas referentes à possível contratação do piloto. "Primeiro temos de saber se ele (Rossi) realmente vai querer isso", destacou o dirigente.

Para Luca di Montezemolo, presidente do grupo Fiat, o que a Ferrari tem promovido com a escalação de Rossi para alguns treinos foi apenas a "realização do desejo de um campeão extraordinário de experimentar um carro de F-1". "Ele fará mais testes com ampla liberdade, mas devo dizer que as motos são uma coisa e os carros, outra completamente diferente", comentou.

Enquanto isso, na MotoGP...

No terceiro e último dia de testes coletivos em Sepang, as atenções se voltaram novamente para o domínio da Ducati. Sete Gibernau liderou a tabela de tempos com a marca de 2min01s03 e foi seguido por seu companheiro de equipe, Loris Capirossi.

Rossi, em uma sessão dedicada ao desenvolvimento dos pneus Michelin, colocou a Yamaha no quinto lugar. "Fiz também uma simulação de corrida no período da tarde e posso dizer que estou satisfeito com os resultados alcançados nessa primeira semana de trabalho", disse o italiano, cuja sensação diante da nova YZR-M1 mostrou-se positiva.

"A moto tem me agradado bastante. Ela é mais estável, mais fácil de ser comandada do que a versão anterior e tem um motor melhor. Agora é importante testá-la em um outro tipo de circuito", ressaltou o competidor.

Os próximos testes de pré-temporada da Yamaha, assim como os da Suzuki, serão retomados no próximo mês, no Qatar. Honda, Kawasaki e Ducati, por outro lado, treinarão em Phillip Island, na Austrália, a partir de terça-feira.


Confira os tempos do último dia em Sepang:

1) Sete Gibernau (ESP/Ducati/Marlboro), 2min01s03
2) Loris Capirossi (ITA/Ducati/Marlboro), 2min01s08
3) Marco Melandri (ITA/Fortuna/Honda), 2min01s09
4) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol/Honda), 2min01s51
5) Valentino Rossi (ITA/Camel/Yamaha), 2min01s60
6) Nicky Hayden (EUA/Repsol/Honda), 2min01s69
7) Shinya Nakano (JAP/Kawasaki), 2min01s79
8) Randy de Puniet (FRA/Kawasaki), 2min02s18
9) Toni Elías (ESP/Fortuna/Honda), 2min02s23
10) Chris Vermeulen (AUS/Suzuki), 2min02s37
11) Colin Edwards (EUA/Camel/Yamaha), 2min02s45
12) John Hopkins (EUA/Suzuki), 2min02s50
13) Casey Stoner (AUS/LCR/Honda), 2min02s67
14) Alex Hofmann (ALE/DmAntin/Ducati), 2min03s20
15) Kenny Roberts Jr. (EUA/KR/Honda), 2min03s45
16) Shinichi Itoh (JAP/Ducati), 2min03s72
17) James Ellison (ING/Yamaha), 2min04s12
18) Jose Luis Cardoso (ESP/DmAntin/Ducati), 2min04s30
19) Naoki Matsudo (JAP/Kawasaki), 2min05s48


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br