Disputas acirradas marcam penúltima etapa do Brasileiro de Supermoto

A penúltima etapa do Brasileiro de Supermoto foi aberta no Kartódromo de Piracicaba sob forte calor. Com temperatura superior aos 30 graus, mais de 40 pilotos participaram ativamente das provas, que valeram pela 9ª e 10ª fases da competição. Nesta etapa, destaque para as categorias SM Bikers, Speed 300cc e Street 250cc, com número significativo de pilotos. 

Quer vender sua moto? Anuncie no MOTO.com.br!

Pela parte da manhã, foram realizados warm up, dois treinos livres e um cronometrado, além do briefing com os pilotos. Enquanto o calor persistia os pilotos foram reconhecendo a pista e as nuances do traçado.

Na parte da tarde, as primeiras baterias, bastante disputadas, deram mostras da adrenalina que daria o tom em todas as provas. As Scooters abriram as disputas e na categoria que a cada participação apresenta melhores resultados e performances, teve Gustavo Brunning vencendo na Big Bore e na 70cc, a vitória ficou com Paulo Torres.

Em seguida, foi a vez da SM Bikers, que teve o piloto Juninho Trudes como vencedor. Durante a prova, Trudes e José Luiz Cachorrão, piloto de motovelocidade que havia participado apenas da primeira etapa, em Piracicaba, deram show de pilotagem, com muitas trocas em todo o trajeto.

Juninho Trudes, que se recupera de uma contusão, acelerou pesado para atingir o resultado desejado. “Estou voltando de uma contusão na mão direita, a que acelera e freia, mas consegui largar na pole. No começo da corrida abri vantagem, mas lá pela sexta volta a dor ficou mais intensa, tive que travar disputa mais forte com os pilotos Cachorrão e Maurit Jr e foi assim o tempo todo, contudo, consegui segurar e, mesmo com muita dor, cheguei em primeiro lugar nas duas baterias. Agradeço aos meus patrocinadores e vamos para a próxima, seguindo como vice-líder do campeonato, brigando para levar o caneco mais uma vez”, ressaltou Trudes, bicampeão brasileiro na categoria.

As Speed deram espetáculo à parte, com motos de 250cc e 300cc. O piloto Ruan, que estreou a KTM 390 Duke na categoria, foi muito bem e, mesmo sem a moto estar preparada para a pista, conseguiu travar bela disputa com os demais competidores da categoria Speed 300cc. Na categoria Strret 250cc, o líder do campeonato Samuel Salla acabou sendo superado pelo piloto Marcelo Moreno, que ficou em primeiro lugar.

Na sequência, veio a categoria das SM1. SM2, SM3 Pro e SM 4. Na SM2, a disputa foi bastante acirrada e continua se confirmando como a categoria mais equilibrada do campeonato com os irmãos Guimarães e Eduardo Venzol. A novidade foi a presença do piloto Gustavo Pistolinha, que corria na SM3 e nesta prova estreou sua SM2, disputando de igual forma com os demais e mostrando que vai dar muito trabalho para os melhores pilotos da SM2, chegando em terceiro lugar na soma das baterias.

A SM1 não ficou para trás e apresentou fortes disputas. A primeira bateria, iniciada no fim da manhã acabou sendo interrompida logo na primeira volta com bandeira vermelha.  Na relargada, Chiquinho Velasco se destacou ao tomar a frente e manter distância segura dos pilotos Pedro Rehn e Kléber Justino, vencendo e mostrando que estava disposto a alcançar a maior somatória das duas baterias. Na SM4, a briga foi entre Marcelo Silvério e Kleber Augusto.

Confira os equipamentos disponíveis no Shopping.MOTO.com.br!

Para fechar a etapa, a última bateria do cronograma foi com as SM1, SM2, SM3 e SM4 que teve disputas sem incidentes, mas bastante acirradas. Os pilotos Velasco, Rehn, Kleber Augusto e o estreante na SM2, Pistolinha, travaram disputas bastante emocionantes em suas categorias, confirmando, ao final das provas, o pódio para o líder do campeonato, Pedro Rehn que avaliou como muito boa a sua atuação nesta etapa. “Estou bem mais rápido e me preparando para o Supermoto das Nações. No cronometrado fiz uma bela pole position, porém na primeira bateria Chiquinho Velasco largou na ponta e mesmo eu estando bem mais rápido, não consegui espaço seguro para fazer a ultrapassagem, sem colocar em risco o campeonato”.

Rehn explica que, largando em segundo, na segunda bateria não podia perder tempo. “Diferente da primeira bateria, não esperei para atacar e fazer logo a ultrapassagem, assumi a liderança e abri mais de 20 segundos na frente. Voltei para casa com sensação de dever cumprido, não arrisquei meu campeonato, ganhei mais uma etapa, aumentei meus pontos na liderança do campeonato, e continuo invicto. Só tenho a agradecer a Deus, minha família, mecânico, patrocinadores, torcida e também parabenizar meu concorrente pela belíssima evolução”.

Para o organizador do Brasileiro, Carlos Senise, da CBM, a etapa foi um sucesso. “Mesmo com mudança de local e a falta de agenda do Kartódromo para os treinos no sábado, podemos dizer que o resultado final da etapa foi compensador. Agora o foco será a última etapa, que será realizada em Registro”, encerrou o dirigente.

Confira os resultados da 5ª etapa do Brasileiro de Supermoto:

SCOOTER 70cc

  1. Paulo Torres
  2. Fernando Raizer
  3. Edgar Trentin
  4. Rogério Sousa

SCOOTER BIG BORE

  1. Gustavo Bruning
  2. Carlos Basso Júnior 

SM BIKERS

  1. Juninho Trudes
  2. José Luiz Cachorrão
  3. Felipe Savordeli
  4. Mauriti Júnior
  5. Alexandre Motta
  6. Carlos Silva
  7. Gustavo Rosatti
  8. Leo Meirelles
  9. Leonel Carvalho

SPEED 300cc

  1. Ruan Burdino
  2. Esmael Salla
  3. Luiz Eduardo

STREET 250cc

  1. Marcelo Moreno
  2. Samuel Salla
  3. Júlio Martins
  4. Marcelo Cristal
  5. Henrique Franco

SM1

  1. Pedro Rehn
  2. Chiquinho Velasco
  3. Kleber Justino
  4. Kleber Augusto
  5. Marcelo Silvério

SM1 STOCK

  1. Geison Barros
  2. Ranieri Brasil

SM2

  1. Eduardo Venzol
  2. Wilson Guimarães
  3. Luís Gustavo Pistolinha
  4. Cléber Guimarães
  5. Bruno Galardi
  6. Marcelo Toma

SM3

  1. Helder Shad

SM4

  1. Kleber Augusto
  2. Marcelo Silvério
  3. Ranieri Brasil


Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br