DESTAQUES PELO MUNDO

Rossi anda bem entre os astros da Fórmula 1, enquanto Gibernau dita o ritmo da MotoGP na Austrália.

Por Fredy


 As críticas feitas no primeiro dia de testes coletivos de Valentino Rossi na Fórmula 1 se transformaram em elogios no segundo. O heptacampeão da MotoGP foi o grande destaque de ontem, no circuito espanhol de Valência, ao registrar o nono melhor tempo.

Com a Ferrari F2004, equipada com motor V10 de potência restrita, o “Doutor” completou 51 voltas, a mais veloz cronometrada em 1min12s856. Michael Schumacher, sete vezes campeão da categoria de monopostos, foi somente 1s027 superior ao seu “companheiro do dia”, o que conferiu um prestígio ainda maior à marca alcançada pelo competidor das duas rodas.

“Foi uma performance muito boa, não podemos negar isso”, disse um integrante da Ferrari à agência “Reuters” de notícias. Schumacher, que comandou o novo carro da escuderia italiana, o modelo 248 F1, também se impressionou com o rendimento de Valentino. “Ele tem aquele elemento que é necessário para participar das corridas de carros”, afirmou, referindo-se ao talento de Rossi.

“Imagino Rossi na F-1 porque ele tem muito talento. É mais fácil passar das duas para as quatro rodas e sua sensibilidade na moto pode ser útil em um monoposto”, destacou Schumacher, que revelou não ter dado nenhum conselho a Rossi durante o treino. “Não disse nada a ele, porque não precisa dos meus conselhos”, completou.

A única falha no teste aconteceu no final da tarde, quando o “rei” da motovelocidade voltou a rodar, como na terça-feira, desta vez na curva 4 do autódromo Ricardo Tormo.

O mais rápido da sessão foi o atual campeão da categoria, Fernando Alonso. A bordo do novo carro da Renault, o asturiano cravou 1min11s291. Na pista, estiveram 15 pilotos, entre eles os experientes David Coulthard, Alexander Wurz e Jarno Trulli, que ficaram atrás de Valentino.

Os testes prosseguem nesta quinta-feira e marcará o último dia de trabalhos de Rossi. A Ferrari, de acordo com os rumores, deve escalar o piloto para novos testes em breve.

Provocações a la italiano

Também em destaque na mídia pelos recentes testes realizados na F-1, Max Biaggi não deixou a rodada de Valentino Rossi — nos treinos de terça-feira — passar em branco. O ex-piloto da MotoGP, que participou de uma sessão com a MF1 há duas semanas, disse estar disposto a dar alguns “conselhos” ao rival.

“Quando eu pilotei pela Midland, completei dez voltas em Silverstone, com pista molhada, onde nunca havia guiado e sem cometer um erro sequer. Ele, no entanto, não chegou nem à décima curva em Valência”, alfinetou.

“Mas caso Rossi precise de ajuda, posso ensiná-lo como fazer para não rodar com um carro de F-1”, seguiu Biaggi com sua provocação. “Mad Max”, segundo comenta-se na imprensa européia, fará mais um treino com a MF1, novamente na pista inglesa de Silverstone.

Das quatro para as duas rodas

Enquanto Rossi segue com as aventuras pelo mundo da F-1, seu principal adversário na MotoGP continua demonstrando o bom desempenho da Ducati para o Mundial deste ano. Em Phillip Island, Sete Gibernau colocou a moto vermelha na primeira posição, sendo o único a andar abaixo de 1min30s — estabeleceu 1min29s99 na melhor de suas 83 passagens.

Loris Capirossi completou a dobradinha da Ducati no terceiro dia de testes coletivos na pista australiana, que ontem foi castigada por uma forte chuva, a qual impediu as equipes de seguirem com seus trabalhos. Marco Melandri, o mais rápido na terça-feira e guiando novamente com o visual de “Homem-Aranha”, ficou em terceiro entre os 13 competidores no circuito.

Confira os tempos:

1) Sete Gibernau (ESP/Ducati Marlboro), 1min29s99 (83 voltas)
2) Loris Capirossi (ITA/Ducati Marlboro), 1min30s20 (81)
3) Marco Melandri (ITA/Fortuna Honda), 1min30s55 (117)
4) Shinya Nakano (JAP/Kawasaki Racing), 1min30s65 (61)
5) Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda), 1min30s95 (95)
6) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 1min31s10 (96)
7) Casey Stoner (AUS/LCR Honda), 1min31s21 (80)
8) Kenny Roberts Jr. (EUA/KR Honda), 1min31s64 (70)
9) Randy de Puniet (FRA/Kawasaki Racing), 1min31s77 (81)
10) Makoto Tamada (JAP/Konica Minolta Honda), 1min31s87 (74)
11) Toni Elías (ESP/Fortuna Honda), 1min32s18 (69)
12) Alex Hofmann (ALE/D'Antin Ducati), 1min32s52 (43)
13) Jose Luis Cardoso (ESP/D'Antin Ducati), sem tempo




Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br