Designer da Ducati não abre a boca sobre a GP9

Novo modelo da marca italiana já está sendo testada, mas sem previsões para estrear.

Por Adilson

Com relações próximas ao desenvolvimento de várias versões da Ducati Desmosedici, Alan Jenkins não abriu o jogo quanto ao projeto de desenvolvimento da GP9 nas conversas que manteve em Mugello.

O britânico tem sido uma das principais figuras responsáveis pela aerodinâmica das máquinas de MotoGP da Ducati, reunindo informação, principalmente de vários testes de túnel de vento. A chave para o sucesso no desenvolvimento de motos tem sido sempre manter uma mente aberta, e Jenkis diz que a fábrica italiana se recusa a colocar qualquer possibilidade para a sua mais recente moto.

“Tem havido alguma especulação sobre trabalhos com os quadros da Ducati, mas enquanto marca especializada em motos há muitas coisas em estudo e eles estão olhando para muitas opções de quadro em termos de futuro – não necessariamente substituindo o atual”, disse o antigo projetista de Fórmula 1.

“Haverá uma ou duas coisas a construir no futuro; temos de construir os protótipos para ver se o conceito trabalha na prática. A história do motociclismo está repleta de bons conceitos que, ou não funcionaram, ou sofreram com a falta de perseverança ou de alguma mudança na tecnologia de pneus, por isso, já aconteceu muita coisa antes”, declarou o inglês.

“Não posso confirmar nada sobre a GP9, a não ser que há uma moto de teste rodando que pode tornar-se na GP9. Temos dois pilotos trabalhando com ela – o Vittoriano Guareschi e o Niccolo Canepa – e os próximos passos se tornarão visíveis num futuro próximo”, concluiu Jenkins.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br