DE VOLTA AO PRIMEIRO LUGAR

Rossi vence no Qatar, apimenta o campeonato e iguala recorde de Michael Doohan

Por Thiago Fuganti

Depois de acordar do pesadelo, como o próprio Valentino Rossi fez questão de intitular, a Camel Yamaha conseguiu voltar ao topo do pódio nas corridas da MotoGP, com o piloto que dispensa apresentações. O heptacampeão da principal categoria mundial de duas rodas venceu o GP do Qatar, no último sábado, e comprovou que está no páreo do certame, mesmo com uma moto de potencial ainda duvidoso.

Até o treino classificatório de sexta-feira, quando obteve uma modesta sexta posição no grid, Rossi aparentava estar novamente fora da briga contra as surpreendentes Ducati e Repsol Honda, as principais forças na etapa de abertura, em Jerez de La Frontera. As primeiras voltas no circuito de Losail, contudo, deixaram claro que o “Doutor” ainda faz a diferença, independente do equipamento que possua.

Em menos de 11 passagens, o italiano assumiu a liderança e segurou no braço as ameaças de Nicky Hayden, que recebeu a bandeirada na segunda posição. Atrás do norte-americano da Honda veio a Ducati do líder do campeonato, Loris Capirossi, acompanhado do companheiro de equipe, Sete Gibernau.

Depois da primeira pole position na categoria, Casey Stoner manteve boa consistência, terminando em quinto. Daniel Pedrosa, bicampeão das 250cc, não conseguiu repetir o pódio de Jerez, mas protagonizou um dos belos embates no Qatar, contra o italiano Marco Melandri, que o assegurou o sexto lugar.

As maiores impressões, depois de completadas duas etapas, é a de que 2006 leva todos os ingredientes para se consagrar, de fato, o maior campeonato dos últimos tempos. A Ducati e os pneus Bridgestone seguem na condição de marcas a serem batidas, com a Honda vindo na seqüência. Rossi, Yamaha e Michelin, embora tenham vencido a primeira no ano, sabem que têm muito trabalho pela frente para resolver, principalmente, os problemas de trepidação da moto, mas estão no embalo da disputa.

Na tabela de pontos, Capirossi chegou aos 41 pontos, apenas cinco a mais que Hayden, o vice-líder. Pedrosa aparece em terceiro, com 30, seguido por Rossi, o quarto com 27. “Sinto como se o campeonato tivesse começado aqui para mim”, afirmou Rossi. “Por muitos anos eu dominei os inícios de campeonato, mas 2006 tem se mostrado diferente e isso deve tornar a temporada muito mais interessante”, completou o multi-campeão, que chegou à vitória de número 54 na carreira, igualando a marca de Michael Doohan.

“Foi fantástico empatar a quantidade de conquistas do Mick, embora recordes não sejam muito importantes. Mas eles são sempre interessantes, e agora somente o Giacomo Agostini está na minha frente”. O lendário competidor mencionado por Rossi venceu 68 vezes na categoria.

Um dia de testes, após GP

Como de costume, alguns pilotos da MotoGP realizaram um teste coletivo após a corrida do Qatar. E quem chamou a atenção no domingo foi Marco Melandri, que estabeleceu o novo recorde não-oficial da pista.

O italiano da Fortuna Honda completou o traçado em 1min55s950, 0s267 mais veloz que o tempo da pole position de Stoner e 1s4 superior à melhor volta registrada por Rossi durante o GP. “Encontramos um acerto que nos deixou bastante satisfeitos e que será avaliado em outras pistas”, disse Melandri.

A segunda e terceira posições foram conquistadas pela máquina amarela da Yamaha, com Rossi e Colin Edwards, respectivamente. James Ellison, da Yamaha Tech 3, foi o oitavo e último colocado no ensaio, que já valeu de preparação para a terceira etapa do campeonato, marcada para o dia 28 de abril, em Istambul, na Turquia.

Segunda vitória consecutiva

Nas 250cc, a Espanha comemorou mais uma conquista de Jorge Lorenzo, mas somente depois de um duelo bastante acirrado com a Itália, representada por Andrea Dovizioso.

A segunda vitória no ano foi garantida por Lorenzo na última volta, o que levou o público presente ao delírio. No cronômetro, o primeiro lugar veio com ínfimos 0s077 de vantagem sobre o segundo colocado.

Embora tenha chegado a mais de 19 segundos do vencedor, Roberto Locatelli foi o “showman” da etapa. Campeão das 125cc em 2000, o italiano de 31 anos caiu para 21º logo no início da prova, após uma escapada, e conseguiu um honroso terceiro lugar, com uma manobra sobre Héctor Barberá na última curva.

Duas vitórias consecutivas também foram registradas nas 125cc, o que não acontecia desde 2002. A escrita foi quebrada, e sem dificuldades, por Álvaro Bautista, que completou os 18 giros do GP com 6s765 de vantagem para o finlandês Mika Kallio. Além da conquista, o piloto da Aprilia levou o recorde da pista, com a marca de 2min08s591.


Confira os resultados do GP do Qatar:

MotoGP
1) Valentino Rossi (ITA/Camel/Yamaha), 22 voltas em 43min22s229
2) Nicky Hayden (EUA/Repsol/Honda), a 0s900
3) Loris Capirossi (ITA/Marlboro/Ducati), a 1s494
4) Sete Gibernau (ESP/Malrboro/Ducati), a 4s638
5) Casey Stoner (AUS/LCR/Honda), a 7s575
6) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol/Honda), a 10s820
7) Marco Melandri (ITA/Fortuna/Honda), a 11s784
8) Toni Elias (ESP/Fortuna/Honda), a 19s481
9) Colin Edwards (EUA/Camel/Yamaha), a 22s920
10) Kenny Roberts Jr. (EUA/Team Roberts/KR211V), a 34s286
11) Shinya Nakano (JAP/Kawasaki), a 35s316
12) Carlos Checa (ESP/ Tech 3/Yamaha), a 49s245
13) James Ellison (ING/Tech 3/Yamaha), a 1min01s469
14) Makoto Tamada (JAP/Konica Minolta/Honda), a 1min10s778
15) Alex Hofmann (ALE/Pramac d´Antin/Ducati), a 1min22s051

250cc
1) Jorge Lorenzo (ESP/Fortuna/Aprilia), 20 voltas em 41min29s946
2) Andrea Dovizioso (ITA/Humangest/Honda), a 0s077
3) Roberto Locatelli (ITA/Toth/Aprilia), a 19s364
4) Hector Barberá (ESP/Fortuna/Aprilia), a 19s398
5) Hiroshi Aoyama (JAP/Red Bull/KTM), a 24s051
6) Sylvain Guintoli (FRA/GP de France-Scrab/Aprilia), a 28s695
7) Sebastián Porto (ARG/Repsol/Honda), a 33s255
8) Marco Simoncelli (ITA/Metis/Gilera), a 34s214
9) Yuki Takahashi (JAP/Humangest/Honda), a 34s406
10) Jakub Smrz (TCH/Cardion AB/Aprilia), a 34s419
11) Martín Cardenas (COL/Wurth/Honda), a 49s121
12) Andrea Ballerini (ITA/Campetella/Aprilia), a 1min00s069
13) Shuhei Aoyama (JAP/Repsol/Honda), a 1min00s633
14) Manuel Poggiali (RSM/Red Bull/KTM), a 1min04s619
15) Dirk Heidfeld (ALE/Kiefer-Bos/Aprilia), a 1min12s332

125cc
1) Álvaro Bautista (ESP/Master-MVA Aspar/Aprilia), 18 voltas em 38min56s548
2) Mika Kallio (FIN/Red Bull/KTM), a 6s765
3) Sergio Gadea (ESP/Master-MVA Aspar/Aprilia), a 6s775
4) Mattia Pasini (ITA/Master-MVA Aspar/Aprilia), a 8s327
5) Pablo Nieto (ESP/Multimedia/Aprilia), a 14s551
6) Hector Faubel (ESP/Master-MVA Aspar/Aprilia), a 15s266
7) Angel Rodríguez (ESP/3C/Aprilia), a 15s356
8) Thomas Luthi (SUI/Elit-Caffe Latte/Honda), a 16s236
9) Simone Corsi (ITA/Metis/Gilera), a 22s270
10) Julián Simón (ESP/Red Bull/KTM), a 23s137
11) Gabor Talmacsi (HUN/Humangest/Honda), a 29s516
12) Raffaele de Rosa (ITA/Multimedia/Aprilia), a 29s527
13) Andrea Iannone (ITA/Campetella/Aprilia), a 42s997
14) Fabrizio Lai (ITA/Valsir-Seedorf/Honda), a 45s532
15) Tomoyoshi Koyama (JAP/Ajo Corsi/Malaguti), a 58s145


Campeonato, após duas provas:

MotoGP
1) Loris Capirossi, 41
2) Nicky Hayden, 36
3) Daniel Pedrosa, 30
4) Valentino Rossi, 27
5) Toni Elias, 21
5) Casey Stoner, 21
7) Marco Melandri, 20
8) Shinya Nakano, 14
8) Kenny Roberts Jr., 14
10) Sete Gibernau, 13
11) Colin Edwards, 12
12) Makoto Tamada, 9
13) Carlos Checa, 7
14) John Hopkins, 6
15) Chris Vermeulen, 4
16) James Ellison, 3
17) Alex Hofmann, 2

250cc
1) Jorge Lorenzo, 50 pontos
2) Andrea Dovizioso, 36
3) Roberto Locatelli, 25
4) Hector Barberá, 24
5) Hiroshi Aoyama, 21
6) Alex de Angelis, 20
7) Yuki Takahashi, 20
8) Sylvain Guintoli, 17
9) Martín Cardenas, 13
10) Sebastián Porto, 9

125cc
1) Álvaro Bautista, 50 pontos
2) Mika Kallio, 33
3) Mattia Pasini, 29
4) Sergio Gadea, 25
5) Lukas Pesek, 20
6) Hector Faubel, 20
7) Pablo Nieto, 17
8) Julián Simón, 17
9) Gabor Talmacsi, 13
10) Simone Corsi, 12

Os tempos do teste de domingo no Qatar:
1) Marco Melandri (ITA/Fortuna Honda), 1min55s950
2) Valentino Rossi (ITA/Camel Yamaha Team), 1min56s250
3) Colin Edwards (EUA/Camel Yamaha Team), 1min56s350
4) Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda Team), 1min56s360
5) Sete Gibernau (ESP/Ducati Marlboro Team), 1min56s610
6) Loris Capirossi (ITA/Ducati Marlboro Team), 1min56s770
7) Toni Elias (ESP/Fortuna Honda), 1min56s860
8) James Ellison (ING/Tech 3 Yamaha), 1min58s180


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br