DANI VENCE A PRIMEIRA

Espanhol fatura o GP da China de MotoGP e é o quarto piloto a vencer na temporada.

Por Leandro Alvares

Foram necessárias apenas quatro rodadas para Daniel Pedrosa confirmar as previsões geradas em torno de seu nome; de que seria uma nova promessa na MotoGP. O bicampeão das 250cc conquistou neste domingo, na China, a sua primeira vitória na categoria e passou a ser mais um piloto na lista dos candidatos ao título de 2006.

Aos 20 anos de idade, o piloto espanhol teve um fim de semana impecável na pista de Xangai. No sábado, faturou a pole position de número 1 de sua carreira e no dia seguinte travou uma boa batalha com o companheiro de equipe, Nicky Hayden, para assegurar o primeiro lugar.

O topo do pódio, no entanto, teve de ser construído ao longo das 22 voltas da prova, afinal, Dani não fez uma boa largada e caiu para quinto. O retorno à ponta aconteceu na décima passagem. “Não há como esconder minha felicidade. A corrida foi difícil e os pilotos estavam num ritmo muito forte. Mas eu estava confiante e consegui andar ainda mais rápido do que os demais”, disse o piloto da Repsol Honda.

“Meu único equívoco no GP aconteceu na freada da primeira curva, logo após a largada. Tive que me recuperar, fui passando um a um. Depois, quando recuperei a dianteira, precisei imprimir um bom ritmo, porque o Nicky vinha com muita sede”, destacou o novato, terceiro colocado na classificação, com 57 pontos.

Com o segundo lugar na etapa chinesa, Hayden garantiu não apenas a dobradinha da Honda, mas também sua permanência na liderança do campeonato. Após quatro corridas, o norte-americano aparece na frente da tabela com 72 pontos, 13 à frente de Loris Capirossi, oitavo colocado no GP com a moto da Ducati.

A Camel Yamaha completou o pódio da China com o piloto Colin Edwards, companheiro de Valentino Rossi. E falando no heptacampeão, foi uma das decepções do fim de semana. Largando num modesto 13º lugar, o italiano até ensaiou uma recuperação — chegou a andar em quarto —, mas os problemas enfrentados nos pneus Michelin o tiraram da corrida.

“Minha moto estava boa, mas de repente ela começou a ‘andar pra trás’”, disse Rossi. “Estou muito desapontado porque eu tinha condições de subir ao pódio, o que seria um ótimo resultado considerando as dificuldades que enfrentamos”, completou o multi-campeão, que ocupa um singelo sexto lugar no certame, com 40 pontos.

A grande vitoriosa de 2006, até o momento, tem sido a própria MotoGP, que assiste ao seu melhor mundial dos últimos anos. Com quatro corridas completadas, a categoria “coleciona” quatro vencedores diferentes: Capirossi (Jerez), Rossi (Qatar), Marco Melandri (Turquia) e Pedrosa (China).

A quinta etapa será realizada já no próximo final de semana, na França, no tradicional circuito de Le Mans.

Mais um espanhol na frente

Assim como o compatriota Daniel Pedrosa, Hector Barberá sentiu pela primeira vez o gostinho de pole e vitória. Nas 250cc, o espanhol teve de lutar até os últimos metros para conquistar a corrida. E foi somente na volta final que o piloto conseguiu superar o italiano Andrea Dovizioso, com quem ficou revezando a liderança desde a largada.

A terceira posição também só foi decidida na última volta. Hiroshi Aoyama, que vinha de uma vitória no GP da Turquia, foi o vencedor da batalha travada com Jorge Lorenzo, ganhador em Jerez e no Qatar.

Na classificação, a liderança segue nas mãos de Dovizioso, primeiro colocado com 72 pontos. Barberá  é o segundo, com 69, seis pontos a mais em relação a Lorenzo, o terceiro da lista.

Nas 125cc, deu finlandês

Com apenas 0s097 de vantagem, Mika Kallio conquistou a vitória entre as motos de 125cc. O finlandês da KTM foi o protagonista na emocionante disputa travada com o italiano Mattia Pasini, que terminou em segundo após perder a dianteira na última curva do circuito chinês. Álvaro Bautista, líder do campeonato, chegou em terceiro.

Confira os resultados do GP da China:

MotoGP

1) Daniel Pedrosa (ESP/Repsol/Honda), 22 voltas em 44min07s734
2) Nicky Hayden (EUA/Repsol/Honda), a 1s505
3) Colin Edwards (EUA/Camel/Yamaha), a 14s634
4) John Hopkins (EUA/Rizla/Suzuki), a 19s265
5) Casey Stoner (AUS/LCR/Honda), a 23s061
6) Makoto Tamada (JAP/Konica Minolta/Honda), a 23s879
7) Marco Melandri (ITA/Fortuna/Honda), a 24s101
8) Loris Capirossi (ITA/Marlboro/Ducati), a 24s467
9) Sete Gibernau (ESP/Marlboro/Ducati), a 28s358
10) Shinya Nakano (JAP/Kawasaki), a 33s815
11) Toni Elias (ESP/Fortuna/Honda), a 35s316
12) Randy de Puniet (FRA/Kawasaki), a 52s004
13) Kenny Roberts Jr. (EUA/Team Roberts/KR211V), a 56s293
14) Carlos Checa (ESP/ Tech 3/Yamaha), a 1min03s575
15) Alex Hofmann (ALE/Pramac d´Antin/Ducati), a 1min11s172
16) James Ellison (ING/Tech 3/Yamaha), a 1min23s075
17) José Luis Cardoso (ESP/Pramac d´Antin/Ducati), a 1min35s150

250cc

1) Hector Barberá (ESP/Fortuna/Aprilia), 21 voltas em 44min49s445
2) Andrea Dovizioso (ITA/Humangest/Honda), a 0s266
3) Hiroshi Aoyama (JAP/Red Bull/KTM), a 3s320
4) Jorge Lorenzo (ESP/Fortuna/Aprilia), a 3s602
5) Yuki Takahashi (JAP/Humangest/Honda), a 3s618
6) Marco Simoncelli (ITA/Metis/Gilera), a 15s850
7) Roberto Locatelli (ITA/Toth/Aprilia), a 16s003
8) Shuhei Aoyama (JAP/Repsol/Honda), a 16s555
9) Anthony West (AUS/Kiefer-Bos/Aprilia), a 21s860
10) Jakub Smrz (TCH/Cardion AB/Aprilia), a 27s041

125cc

1) Mika Kallio (FIN/Red Bull/KTM), 19 voltas em 42min06s223
2) Mattia Pasini (ITA/MVA Aspar/Aprilia), a 0s097
3) Álvaro Bautista (ESP/MVA Aspar/Aprilia), a 0s357
4) Gabor Talmacsi (HUN/Humangest/Honda), a 0s899
5) Julián Simón (ESP/Red Bull/KTM), a 1s106
6) Lukas Pesek (TCH/Derbi), a 1s886
7) Hector Faubel (ESP/MVA Aspar/Aprilia), a 20s727
8) Fabrizio Lai (ITA/Valsir-Seedorf/Honda), a 21s478
9) Tomoyoshi Koyama (JAP/Malagutti), a 21s558
10) Simone Corsi (ITA/Metis/Gilera), a 21s640

Campeonato, após quatro etapas:


MotoGP

1) Nicky Hayden, 72 pontos
2) Loris Capirossi, 59
3) Daniel Pedrosa, 57
4) Marco Melandri, 54
5) Casey Stoner, 52
6) Valentino Rossi, 40
7) Toni Elias, 37
8) Colin Edwards, 35
9) Shinya Nakano, 28
10) Sete Gibernau, 25
11) Makoto Tamada, 24
12) Kenny Roberts Jr., 20
13) John Hopkins, 20
14) Chris Vermeulen, 13
15) Carlos Checa, 10
16) Randy de Puniet, 8
17) James Ellison, 3
18) Alex Hofmann, 3

250cc
1) Andrea Dovizioso, 72 pontos
2) Hector Barberá, 69
3) Jorge Lorenzo, 63
4) Hiroshi Aoyama, 62
5) Roberto Locatelli, 47
6) Yuki Takahashi, 42
7) Sylvain Guintoli, 31
8) Alex de Angelis, 24
9) Marco Simoncelli, 23
10) Jakub Smrz, 21

125cc
1) Álvaro Bautista, 86 pontos
2) Mika Kallio, 58
3) Hector Faubel, 54
4) Mattia Pasini, 49
5) Sergio Gadea, 41
6) Lukas Pesek, 39
7) Gabor Talmacsi, 36
8) Julián Simón, 33
9) Simone Corsi, 31
10) Joan Olivé, 20

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br