Começou o Brasileiro de Motovelocidade

Após cinco anos sem receber, o Autódromo Internacional de Jacarepaguá, foi palco nesse domingo da abertura do Campeonato Brasileiro.

Por André Jordão

Após cinco anos sem receber provas de Motovelocidade, o Autódromo Internacional de Jacarepaguá (RJ) foi palco nesse domingo da abertura do Campeonato Brasileiro. A competição da Motovelocidade nacional foi realizada em conjunto com a primeira etapa do Campeonato Carioca de Motovelocidade, que não acontecia desde 1989.
 
Gilson Scudeler começou 2009 como terminou em 2008, vencendo. Saindo da pole position, o piloto paulista não largou bem e caiu para a quinta posição. José Luiz de Camargo Jr, o Cachorrão assumiu a ponta. Murilo Colatreli, largando em sétimo subiu para a terceira colocação.
 
A liderança de Cachorrão durou até a 12ª volta, quando foi surpreendido por Gilson que, percebendo o momento, o ultrapassou. “No meio da prova, a situação começou a ficar mais difícil, os pneus começaram a se desgastar, então tive de ir controlando. Quando percebi que era a hora de atacar, parti para cima do Cachorrão, ele cometeu um pequeno erro e depois consegui abrir vantagem até o final”, destacou o vencedor.
 
Cachorrão terminou a prova em segundo e, bastante emocionado, destacou a importância do ótimo resultado em Jacarepaguá. “Estava imprimindo um ritmo forte e já estava no limite. Queria muito essa vitória, mas, infelizmente hoje não consegui. Garanto que vou me dedicar 110% nesse campeonato para chegar ainda mais alto”, declarou.
 
Superbike Light e 125cc
 
A Superbike Light, nova categoria aberta para pilotos iniciantes da Motovelocidade, foi a primeira prova disputada no domingo. Alan Santos venceu a prova da categoria, seguido por Luciano da Cruz Silva e Marcelo Bonilho. “Foi muito gratificante, é uma satisfação única que nem sei explicar, fiquei bastante surpreso com o resultado”, declarou o vencedor.
 
A prova da categoria 125cc foi realizada com as categorias 125cc e Motoboy do Carioca. Pelo Brasileiro, Rafael Portaluppi foi o vencedor, seguido por Marcelo Gomes e João Girão, o terceiro. Patrick Matos, de apenas 12 anos, se destacou entre os grandes chegou na quarta colocação do Brasileiro e em sétimo no geral.
 
Com carreira iniciada no ano passado, Matos vive no mundo da velocidade desde os cinco anos de idade. O garoto é fã dos grandes nomes como Alexandre Barros e Valentino Rossi. O resultado obtido na prova o deixou bastante satisfeito.
 
“Tive um pequeno problema antes da prova, mas na corrida conseguia tirar quatro segundos na reta e isso me ajudou a ganhar posições. Todo mundo fala que correr entre os grandes é difícil, mas eles só têm tamanho”, afirmou o jovem piloto.
 
250cc, 600cc Sport e Sport i
 
Na sequencia a 250cc foi para a disputa. Marciano Santin, que dominou desde os treinos livres da sexta-feira, conseguiu a vitória. Murilo Ribeiro foi o segundo colocado e Ricieri Luvizotto foi o terceiro melhor posicionado.
 
Já na disputa da 600 Sport, Mauro Thomassini foi o primeiro colocado, seguido por Octavio Santos Pinto. Osmar Cefrim Filho ficou com a terceira colocação. Na categoria 600 Sport i, Maico Teixeira levou a melhor. O segundo colocado foi o piloto Carlos Alberto Cruz, seguido por Marco Antônio de Souza Reis.
 
O Novo Campeonato Brasileiro de Motovelocidade tem o apoio de Pirelli, Sevitec e Silmar. O Campeonato Carioca de Motovelocidade tem o patrocínio da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Magoo Motos, Moto Barra, Memorial Saúde, Motocar, Revistas Pro Moto e Moto Adventure. Realização: Federação de Motociclismo do Estado do Rio de Janeiro. Supervisão: CBM.
 
 
Resultados da 1ª etapa Campeonato Brasileiro de Motovelocidade:

Suberbike
1) Gilson Scudeler
2) José Luiz de Camargo Jr. (Cachorrão)
3) Murilo Colatreli
4) Bruno Corano
5) Rodrigo de Benedictis
 
Superstock
1) Diego Choairy
2) Pablo Moyses
 
Superbike Light
1) Alan Douglas Santos – 26:26.221
2) Luciano da Cruz Silva – 4.177
3) Marcelo Andrade Bonilho – 1 volta
4) Elder Machado – 1 volta
5) Danilo Cristófaro – 2 voltas
 
600 Sport
1) Mauro Thomassini – 26:47.249
2) Octavio Santos Pinto – 15.549
3) Osmar Cefrim Filho – 31.882
4) Basílio Vivan – 1 volta
5) Marcelo Borges – 1 volta
 
600 Sport i

1) Maico Teixeira – 26:15.383
2) Carlos Alberto Cruz – 6.871
3) Marco Antonio de Souza Reis – 53.855
4) Paulo César Defavari – 1:07.602
 
250cc
1) Marciano Santin – 24:27.061
2) Murilo Ribeiro – 13.212
3) Ricieri Luvizotto – 17.604
4) Danilo Lewis da Silva – 17.664
5) Willian da Costa – 18.152
 
125cc

1) Rafael Portaluppi – 2:50.508
2) Marcelo Gomes – 55.702
3) João Girão – 1:32.015
4) Patrick Matos – 1 volta
5) Antônio Thyrso de Souza – 1 volta


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br