Chuva faz a diferença em Mugello

Forte chuva prejudicou a segunda sessão de treinos e para pilotos e equipes.

Por Adilson

A forte chuva que se abateu sobre Mugello fez com que os pilotos não conseguissem melhorar os tempos durante a tarde, com o tempo de John Hopkins não sendo ameaçado, enquanto Chris Vermeulen foi o mais rápido da sessão molhada.

A chuva em Mugello fez com que os treinos da MotoGP para o Grande Prêmio da Itália começassem de forma difícil, com nenhuma das duas sessões de sexta-feira contribuindo para o acerto para uma corrida seca.

A pista molhada durante toda a sessão da tarde fez com que se tornasse difícil melhorar os tempos da manhã, com John Hopkins, da Kawasaki, não sendo desafiado na liderança dos treinos livres, como tempo de 1min54s053s.

Um tempo conseguido durante a manhã, conforme a pista ia secando, algo que não aconteceu na segunda sessão de treinos livres e que se refletiu nos quase dois segundos de diferença entre as duas melhores voltas do americano.

Mantendo-se no segundo posto, Loris Capirossi voltou a ser o mais rápido entre os pilotos da casa. O veterano da Suzuki levou a sua GSV-R a um passeio fora de pista durante a mais molhada das duas sessões, um destino que também coube ao terceiro classificado e segundo representante da Kawasaki, Anthony West.

Alex de Angelis e Shinya Nakano, da San Carlo Honda Gresini, mostraram boa forma inicial com os quinto e quarto tempos, respectivamente, mas com este último a sofrer queda nos últimos 15 minutos de treinos da tarde. A queda deixou o japonês dolorido, mas sem lesões, enquanto a sua Honda RC212V vai requerer muito trabalho de reparação com vista à qualificação de sábado.

O Top 10 combinado contou ainda com o local Andrea Dovizioso, do JiR Team Scot, o mais rápido da molhada sessão da tarde, Chris Vermeulen, e os primeiros candidatos ao título Mundial Daniel Pedrosa, Casey Stoner e Valentino Rossi.

Este último a ser o melhor piloto Yamaha com o 10º tempo, enquanto o companheiro de equipa e segundo classificado do Campeonato Jorge Lorenzo foi 14º. Os dois pilotos da Fiat Yamaha tiveram algumas dificuldades iniciais com as suas M1, mas conseguiram evitar a queda.

A rodar com motor de válvula pneumática da Honda no regresso ao MotoGP como wild card, Tadayuki Okada sofreu uma queda a alta velocidade no rápido setor de descida da pista de Mugello, mas escapou ileso.

Classificação do treino de sexta-feira:

1) John Hopkins (USA/Kawasaki/B), 1min54s053
2) Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki/B), 1min54s520
3) Anthony West (AUS/Kawasaki/B), 1min55s021
4) Alex de Angelis (RSM/Honda Gresini/B), 1min55s141
5) Shinya Nakano (JPN/Honda Gresini/B), 1min55s528
6) Andrea Dovizioso (ITA/JiR Team Scot/M), 1min55s718
7) Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki/B), 1min55s774
8) Dani Pedrosa (SPA/Repsol Honda/M), 1min55s805
9) Casey Stoner (AUS/Ducati/B), 1min58s618
10) Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha/B), 1min58s672
11) Randy de Puniet (FRA/LCR Honda/M), 1min59s240
12) Nicky Hayden (USA/Repsol Honda/M), 1min59s436
13) James Toseland (GBR/Tech 3 Yamaha/M), 1min59s899
14) Jorge Lorenzo (SPA/Fiat Yamaha/M), 2min0s004
15) Marco Melandri (ITA/Ducati/B), 2min0s162
16) Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team/B), 2min1s718
17) Tadayuki Okada (JPN/Repsol Honda/M), 2min2s810
18) Toni Elias (SPA/Alice Team/B), 2min3s305
19) Colin Edwards (USA/Tech 3 Yamaha/M), 2min3s774

Legenda
B = Bridgestone / M = Michelin

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br