''Cavaleiro Negro'' em alta na MotoGP

Para Marco Melandri o segundo lugar no Grande Prêmio francês foi o melhor resultado de sua carreira, na classe máxima do motociclismo.

O italiano estava desiludido com seu futuro na MotoGP. Após uma péssima temporada em 2008 com a Ducati e a notícia que a Kawasaki sairia da competição na temporada 2009, o piloto sem equipe, ficaria impossibilitado de competir.

Melandri não sabia se deveria ou não aceitar o convite para ingressar em uma nova equipe, que se chamaria Hayate Racing Team, no começo desta temporada. Depois de confirmado e competindo, o piloto conseguiu dois sextos lugares em Motegi e Jerez e agora um surpreendente pódio, em Le Mans.

“É fantástico estar aqui”, disse Melandri. “Cinco ou seis meses atrás eu pensei em assistir às corridas na televisão. Eu tenho que agradecer a Carmelo Ezpeleta, porque ele trabalhou duro para me trazer de volta, e para toda a minha equipe que tem trabalhado duro”, agradeceu o “Cavaleiro Negro”.

O segredo de Melandri foi ter andado rápido quando a pista ainda estava úmida. Embora tenha mudado de motocicleta muito mais cedo do que eventual vencedor Jorge Lorenzo, o italiano não perdeu muito tempo com a troca de pneus, como os seus adversários.

“No molhado eu estava bastante confiante e vindo rápido, quando vi Valentino Rossi mudar a moto pensei que era cedo demais”, falou. “Mudei de moto, mas depois talvez eu devesse ter esperado mais uma volta, porque a pista ainda  estava úmida é muito delicada. Eu quase caiu algumas vezes, mas fiquei calmo e só pensei em manter os pneus limpos à espera de melhores condições”.

O excelente resultado colocou Melandri na quinta colocação na classificação no campeonato mundial, após quatro etapas.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br