Bridgestone usará novo composto em Le Mans

A Bridgestone vai introduzir um novo composto de slicks assimétricos traseiros para o Grande Prêmio da França, que acontece neste fim de semana. O pneu traseiro é a primeira versão assimétrica macia apresentada pela Bridgestone e conta com borracha macia no ombro direito e extra macia do lado esquerdo.

Com a primeira utilização inicialmente prevista para o adiado GP do Japão, Le Mans representa agora a estréia deste pneu que vai oferecer melhor aderência inicial e aquecimento, representando melhor comportamento nas condições frias que se podem esperar em Le Mans. O circuito é também escorregadio, o que obriga o composto macio a gerar mais aderência.

Os slicks traseiros assimétricos são necessários para darem boa durabilidade e estabilidade ao longo das nove curvas para a direita sem, contudo, sacrificarem o aquecimento do lado esquerdo do pneu que é usado em apenas cinco curvas em cada volta.

Le Mans pode ser considerado um circuito ‘stop-and-go’, o que significa que, ao contrário de apresentar uma volta fluída, é pontuado por uma sucessão de fortes pontos de frenagem seguidos de fortes acelerações. As frenagens colocam mais pressão na zona central do pneu, enquanto que as acelerações afetam os ombros de ambos os lados e fazem com que a aderência seja importante. Dito isto, com o seu asfalto macio e temperaturas baixas Le Mans é o circuito menos exigente do ano para os pneus, motivo pelo qual a Bridgestone elegeu compostos macios e médios para a dianteira e traseira.
 
O tempo na região é imprevisível e enquanto no ano passado a corrida foi disputada no seco, nos últimos anos tem sido interrompida pela chuva, motivo que levou a Bridgestone a eleger pneus de chuva macios pela quarta vez este ano.
 
 “Le Mans é uma pista escorregadia e macia e que faz parte da metade inicial do ano, quando as temperaturas são baixas, pelo que é preciso compostos macios para gerar aderência e é por isso que vamos usar o nosso novo slick assimétrico traseiro na França. Desenvolvemos o composto extra macio no final do ano passado, que foi usado em Portugal e Valência, mas durante o Inverno o convertemos em assimétrico macio, que é totalmente novo. É desenhado para trabalhar com condições mais frias e para aquecer mais depressa para os pilotos se sentirem melhores nos momentos iniciais da utilização”, disse Hirohide Hamashima, Diretor Adjunto da Divisão de Desenvolvimento de Pneus de Competição.

“O circuito tem uma natureza ‘stop-and-go’, apesar da última parte da volta ser muito rápida. As cargas laterais impostas nos pneus são relativamente baixas, mas é crucial boa estabilidade nas frenagens, especialmente nas curvas 3 e 9, que surgem no final de duas retas. O circuito tem um desenho assimétrico que dá mais uso a curvas para a direita, daí a nossa opção pelo traseiro assimétrico.”

A quarta etapa da competição acontecerá neste fim de semana, e será transmitida ao vivo no domingo pelo canal de TV por assinatura, SporTV, a partir das 7hs da manhã.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br