Ben Spies na MotoGP em 2010

O concorrente ao título deste ano do WSBK anunciou que trocará de lugar com James Toseland, na Yamaha Tech 3.

Por Roberto Brandão

A pergunta de quando Ben Spies iria para a MotoGP foi finalmente respondida. O piloto do campeonato Mundial de Superbike anunciuou que irá correr pela Tech 3 Yamaha na classe máxima da motovelocidade em 2010.

Com o acordo de mais um ano entre a Tech 3 e Colin Edwards, o bicampeão Mundial de Superbike, James Toseland, trocará de lugar com Spies e entrará na equipe Yamaha do WSBK. Este é o fim da rápida carreira de Toseland na MotoGP, que começou promissoramente em 2008, mas decepcionou em 2009.

O anúncio de Spies era esperado apesar de um press release da Yamaha, no dia quatro de setembro, que dizia que o novato piloto do WSBK havia reassinado um contrato com a equipe da Yamaha para mais um ano no campeonato mundial de superbike e a mudança para a Yamaha satélite na MotoGP em 2011.

Mas quando ninguém da Yamaha foi capaz de esclarecer se Spies realmente permaneceria no WSBK no ano que vem, uma simples pergunta de ‘sim ou não’, ficou claro de que o texano queria seu lugar ao lado de Colin Edwards na temporada 2010.
 
No inicio, se pensava que a Yamaha iria esperar a conquista do título do WSBK de Spies, mas, após tomar a liderança do campeonato em Nurburgring, o tricampeão do AMA perdeu novamente a vantagem que tinha sobre Noriyuki Haga, no ultimo fim de semana, em Ímola.
 
“É com grande prazer que recebo Ben na Tech 3. É uma grande expectativa ter um piloto como ele na nossa equipe. Todos sabem que ele é um piloto de enorme talento com um imenso pontencial, e ele provou isso com sua incrível performance pela Yamaha no WSBK”, disse o diretor de equipe Herve Poncharal.
 
Spies, que é três vezes campeão do AMA Superbike e fez sua estréia na MotoGP no ano passado como piloto substituto na Rizla Suzuki, persegui a Ducati de Haga e está atrás por apenas três pontos, faltando duas etapas, quatro corridas e 100 pontos para o final da temporada 2009. Este ano é a primeira vez que o texano completará uma temporada inteira em competições mundiais.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br