Australiano faz barba, cabelo e bigode

Troy Bayliss venceu as 2 provas da etapa de Phillip Island e disparou na liderança do WSBK.

Por Leandro Alvares

Os mais de 65 mil torcedores que lotaram as arquibancadas do circuito de Phillip Island, neste domingo, assistiram ao já previsto domínio de um piloto da casa: Troy Bayliss.

O bicampeão da Ducati faturou as duas corridas da rodada dupla australiana, válida pela segunda etapa da temporada 2008 do Mundial de Superbike.

Na primeira prova, Bayliss liderou de ponta a ponta, apesar da forte pressão exercida por Max Biaggi, que impressionou ao saltar do 16º lugar para a segunda posição.

Os ataques do italiano, contudo, acabaram na volta 16, quando uma escapada o tirou da disputa. Sorte de Troy Corser e Michel Fabrizio, que pularam para o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

A corrida inicial também ficou marcada por um forte acidente na largada ocasionado por um problema na moto de Fabrizio, que o fez ficar parado no grid e ser atingido pelo italiano Vittorio Iannuzzo, que vinha do pelotão do fundo.

No páreo seguinte, Troy Corser liderou as quatro primeiras voltas, mas abandonou logo em seguida ao sofrer uma queda. Quem agradeceu foi o xará Bayliss, que recuperou a dianteira e seguiu firme até a bandeirada final.

Biaggi novamente tentou estragar a festa do vencedor, mas assim como na prova 1 ficou pelo caminho. Desta vez, ainda com o agravante de uma fratura no pulso. Um fim de semana, portanto, para ser esquecido pelo veterano italiano.

Quem andou bem na segunda corrida do dia foi o espanhol Carlos Checa, que garantiu à Ten Kate Honda o segundo lugar do pódio. Fonsi Nieto, novo vice-líder da classificação, completou a festa do champanhe.

Com o resultado do GP da Austrália, Bayliss disparou na liderança do campeonato. Está com 88 pontos, 27 a mais que Nieto. No mundial de construtores, a Ducati lidera com 95 tentos.

A próxima etapa do WSBK será disputada somente no dia 6 de abril, em Valência, na Espanha.

Corrida 1
1) Troy Bayliss (AUS/Ducati), 22 voltas em 34min22s933
2) Troy Corser (AUS/Yamaha Motor Italia), a 4s221
3) Michel Fabrizio (ITA/Ducati), a 4s738
4) Ruben Xaus (ESP/Sterilgarda Ducati), a 5s171
5) Fonsi Nieto (ESP/Alstare Suzuki), a 5s543
6) Carlos Checa (ESP/Ten Kate Honda), a 5s895
7) Max Neukirchner (ALE/Alstare Suzuki), a 5s964
8) Noriyuki Haga (JAP/Yamaha Motor Italia), a 14s826
9) Ryuichi Kiyonari (JAP/Ten Kate Honda), a 18s899
10) Roberto Rolfo ITA Honda Althea), a 20s633

Corrida 2
1) Troy Bayliss (AUS/Ducati), 22 voltas em 34min35s284
2) Carlos Checa (ESP/Ten Kate Honda), a 1s127
3) Fonsi Nieto (ESP/Alstare Suzuki), a 4s395
4) Ruben Xaus (ESP/Sterilgarda Ducati), a 6s621
5) Max Neukirchner (ALE/Alstare Suzuki), a 11s550
6) Ryuichi Kiyonari (JAP/Ten Kate Honda), a 11s620
7) Noriyuki Haga (JAP/Yamaha Motor Italia), a 12s049
8) Gregorio Lavilla (ESP/VK Honda), a 12s134
9) Russel Holland (AUS/Treme Honda), a 13s462
10) Karl Muggeridge (AUS/Treme Honda), a 15s519

Classificação:
1) Troy Bayliss, 88 pontos
2) Fonsi Nieto, 61
3) Ruben Xaus, 59
4) Troy Corser, 45
5) Carlos Checa, 45
6) Max Neukirchner, 39
7) Max Biaggi, 36
8) Michel Fabrizio, 34
9) Noriyuki Haga, 22
10) Gregorio Lavilla, 18

Mundial de Construtores:
1) Ducati, 95 pontos
2) Suzuki, 63
3) Yamaha, 54
4) Honda, 46
5) Kawasaki, 7

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br