ADEUS, VAGA NA SUZUKI

Restou a Biaggi lutar por algum emprego no mundo das quatro rodas.

Por Thiago Fuganti


Pelo visto, Max Biaggi vai ter mesmo que investir na Fórmula 1 para não ficar parado durante o ano de 2006. O italiano, que tinha como certa a sua ida para o Mundial de Superbike, foi preterido pela Suzuki, a qual almejava defender na competitiva categoria das duas rodas.

A equipe anunciou ontem os pilotos Troy Corser, atual campeão do WSBK, e
Yukio Kagayama como seus titulares. Fabien Foret foi o escolhido para a vaga de reserva. “Acabamos, desta forma, com os vários rumores que estavam sendo feitos sobre nosso time”, afirmou a Corona Suzuki, em nota oficial.

De acordo com os boatos, Biaggi teria deixado de ser interessante à escuderia por ter exigido tratamento idêntico ao do australiano Stoner, o pupilo da casa. Desta forma, o número de ex-pilotos da MotoGP que migraram para o Superbike caiu para quatro — isso se o brasileiro Alexandre Barros realmente for confirmado na Klaffi Honda.

A 24 dias do início do certame, o brasileiro ainda não foi oficializado no time, embora o dono da equipe,
Klaus Klaffenböck, já tenha apontado o nome do veterano competidor como garantido.

Quanto a Biaggi, a única certeza que se aponta é sobre seu novo teste na F-1, com a equipe MF1. Apesar da escuderia já ter definido sua trinca de pilotos principal — Christian Albers e Tiago Monteiro como titulares e
Markus Winkelhock como reserva —, o tetracampeão das 250cc estaria atrás da segunda vaga de test-driver.

Nesta sexta-feira, a MF1 fará a apresentação oficial de seus pilotos e do carro com o qual disputará a temporada 2006, o modelo M16. Biaggi estaria entre os figurantes? A resposta vem amanhã.




Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br