moto.com.br
Publicidade:

Moto Dicas

Motos usadas: dicas para comprar uma Fazer 250

Naked de 250cc da Yamaha, lançada em 2005, oferece conforto, baixo custo de manutenção e economia de combustível com exemplares pouco rodados

19 de January de 2018
Compartilhe este conteúdo:

A Yamaha YS 250 Fazer fez história no Brasil por ser a primeira moto de baixa capacidade cúbica a usar injeção eletrônica de combustível – um item, até então, disponível apenas em motos de alto preço e desempenho. Lançada em setembro de 2005, a Fazer tinha como grandes atrativos seu tanque com quase 20 litros, baixo consumo de combustível e conforto. 

Até o lançamento da nova geração, batizada de “Fazer 250 ABS e mostrada no Salão Duas Rodas 2017, foram vendidas mais de 275 mil unidades da antiga Fazer 250. Nesses 12 anos, a Fazer manteve o mesmo quadro e motor, mas teve diversas versões e mudou visualmente.

Veja as motocicletas Yamaha Fazer 250 anunciadas no site MOTO.com.br!



Com boa procura no mercado, a 250cc da Yamaha tem excelente liquidez, ou seja, é vendida rapidamente. Os valores começam em R$ 5.500, para ano/modelo 2005, e vão até R$ 13.500 pela última geração da Fazer 250, fabricada em 2017. 

Seu motor de um cilindro, 249,5 cm³, duas válvulas, com arrefecimento a ar e radiador de óleo é um dos destaques por sua confiabilidade e bom rendimento. De funcionamento suave, o motor nasceu com 21,5 cv de potência máxima a 8.000 rpm, além de bons 2,1 kgf.m de torque a 6.500 giros para carregar seus 137 kg. Com a Fazer é possível fazer acelerações vigorosas, ter segurança nas ultrapassagens e manter velocidade de cruzeiro de 120 km/h com facilidade. 

Além do bom desempenho, o baixo consumo do motor sempre foi uma marca registrada. Pode-se chegar com facilidade aos 30 km/litro. Como seu tanque tinha capacidade para 19,2 litros, era possível rodar mais de 500 km sem abastecer. O fato do modelo ter câmbio de apenas cinco velocidades exige menos trocas de marcha para o piloto. 

Confira as ofertas para você e sua moto no Shopping MOTO.com.br 

Mudanças ao longo dos anos
Apresentada em 2005, mas já como modelo 2006, a Fazer 250 teve algumas mudanças significativas ao longo dos anos. A primeira delas aconteceu em 2011. 

Nesta “segunda geração” do modelo, o comportado farol redondo de 2005 deu lugar a um conjunto óptico triangular e facetado; o tanque recebeu novas aletas e a alça da garupa mudou junto com rabeta e lanterna. O painel, totalmente renovado, trazia velocímetro digital e conta-giros analógico. Uma pintura mais jovem combinava com as novas rodas e, finalmente, a Yamaha adotava o freio a disco na traseira da Fazer 250. 

Em 2012, estreou o motor bicombustível, chamado de BlueFlex pela Yamaha, permitindo que se usasse gasolina e etanol em qualquer proporção. O modelo recebeu pré-filtro de combustível no interior do tanque, válvulas com palhetas, filtro externo de combustível e nova vela de ignição. Ganhou também um novo mapeamento da ECU (Unidade de Controle do Motor) para dosar com precisão a quantidade exata de combustível de acordo com a necessidade da moto. O que, teoricamente, deixou a Fazer ainda mais econômica. 

Para 2016, a versão a gasolina saiu de linha. Ficou apenas a Fazer 250 BlueFlex, que passou por um face-lift. As aletas do tanque mudaram e o painel tornou-se totalmente digital. O tanque adotou tampa com padrão aeronáutico, mas teve sua capacidade reduzida de 19,2 litros para 18,4 litros.

Quer vender sua moto? Anuncie no MOTO.com.br!

Cuidados ao comprar
Conversamos com Alexandro Sauro, 44 anos, que, há quase trinta, trabalha como mecânico de motocicletas, inclusive com passagens por concessionárias da marca. Segundo Sauro, a Fazer não tem “defeitos crônicos”. Um problema recorrente nas primeiras versões – até 2011 – era o pino de fixação da biela ao virabrequim. Caso o cliente reclamasse do ruído excessivo em função do problema, a peça era substituída pela concessionária. 

Alexandro, porém, recomenda que o comprador se atenha ao histórico de manutenção e as peças usadas na reposição. “Pneus, pastilhas e relação de baixa qualidade mostram que o proprietário não era tão zeloso com a moto”, afirma o profissional. Ele também lembra da importância de verificar se a moto passou pelas campanhas de recall convocadas pela fábrica (veja as informações abaixo). 

Com preços entre R$ 5.500 (2005/2006) até R$ 13.500 (2017/2017) existem muitas motos disponíveis, por isso vale fazer uma busca com calma e critério. Tomando essa atitude é possível encontrar uma Yamaha Fazer em boas condições. Não se esqueça de pedir a chave reserva e o Manual do Proprietário com as revisões carimbadas, prova de que a moto foi bem cuidada.

Lista de recalls
Em 15 anos de história, a Fazer 250 passou por apenas 3 recalls; veja:
Modelo 2016/2017 – falha nos contatos
Modelo 2006 a 2008 – Suspensão traseira. Troca de componentes da balança
Modelo 2010/2011 – Substituição dos pneus fornecidos pela Pirelli


Manutenção
Saiba quanto vai gastar para cuidar de um Fazer 250 usada. Confira os custos de algumas peças originais, cotados em concessionárias.
- Manete de freio - R$ 24,75
- Manete de embreagem – R$ 30,51
- Filtro de ar - R$ 76,71
- Filtro de óleo - R$ 45,00
- Pastilha freio dianteira – R$ 106,66 
- Pastilha de freio traseira - R$ 134,91
- Disco de freio dianteiro - R$ 267,76
- Disco de freio traseiro - R$ 306,03
- Relação completa - R$ 543,94
- Cabo do acelerador (completo) - R$ 159,25

Fotos: Agência Infomoto e Divulgação



Fonte:
Agência Infomoto
Compartilhe este conteúdo:

Norisk lança capacete inspirado na Mulher-Maravilha

Especial: Veja como licenciar seu veículo

Moto Santa Cruz também é corretora de seguros

Nova lâmpada do farol promete 130% mais luminosidade

Óculos ou lentes de contato? Como pilotar e enxergar com conforto

Quais motos usadas você pode comprar com R$ 25 mil?

Especial: Cinco passos para tirar a CNH digital

Qual a hora certa para a troca de óleo?

Akrapovic lança linha de escapes para Honda CBR 1000 RR

Óleo ou graxa na corrente?

Jeskap completa 21 anos com uma história de sucesso

A lâmpada da sua moto vive queimando?

Licenciamento para placas com final 5 e 6 vai até 31 de agosto

Saiba a hora certa de trocar o pneu da moto


Comente

Para comentar é necessário autenticar, clique aqui!


Busca Rápida

Busca avançada

Comprar ou vender

Cadastre-se | Anuncie agora!

Anúncios em Super Destaque

Montadoras