Capacete, a segurança em primeiro lugar

Oswaldo Fernandes Junior

Ao pensarmos em motociclismo, devemos pensar em segurança e prevenção aos acidentes. Ninguém deseja pensar em acidente, principalmente em seu próprio acidente, desta forma, pensar e agir em como evitar é dever e responsabilidade de todo motociclista.

Medo e respeito sempre devem caminhar junto com adrenalina, emoção, e principalmente razão, por melhor piloto que possamos nos considerar, jamais estamos seguros que nada pode nos acontecer.

Entre os equipamentos necessários e básicos de proteção para prática de motociclismo seguro e consciente, o capacete seria um dos itens de maior importância para uma perfeita e correta aquisição.

Não podemos nos permitir em adquirir estas maravilhosas motocicletas, e não estarmos aptos e relativamente seguros para desfrutar deste prazer. Temos de ter censo crítico. Temos de usar a cabeça, quero dizer, temos de proteger a cabeça. 

Um dos órgãos mais importantes do corpo humano, a cabeça é responsável por todo processamento e armazenamento de informações, comanda órgãos vitais, possibilita raciocínio, sentimentos, controle, comando e ações. 

Na aquisição de seu capacete, antes de avaliar se o desenho combina com a roupa, e se a tonalidade está de acordo com a sua motocicleta, verifique se o tamanho está adequado, não permitindo que sua cabeça esteja com folgas e demasiadamente apertada, verifique se o fecho proporciona segurança e firmeza, verifique o tipo de proteção interna, se o material de construção da viseira é de qualidade e oferece segurança e se a construção do capacete é certificada por órgãos competentes.

São vários casos de pessoas reclamando sobre perda de garantia e principalmente funcionalidade de capacetes, mediante eventuais quedas “leves”, mas deve ser assim. 

A construção de modernos capacetes é baseada na utilização de materiais para absorverem a maior capacidade de choque, proporcionando a deformação destes materiais para que o interno não sofra por impacto ou materiais perfurantes. 

Sendo assim, qualquer leve deformação, que comprometa esta tecnologia, poderá fazer com a eficiência proposta, não seja a requerida em um eventual acidente de maiores proporções. 

Pensem nisto, vamos nos proteger de forma eficaz e segura, devemos estar sempre equipados da melhor maneira, ninguém pode prever se algo inesperado pode acontecer no meio de uma viagem, ou em uma voltinha pelo bairro.

Usem e protejam a cabeça.                              

Oswaldo F. Jr é consultor de pilotagem, segurança e resistência da Omno (www.omnoweb.com.br). Fez diversos cursos nacionais e internacionais. Para ele, moto e estrada é uma combinação mais que perfeita.



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br