Bateria da moto pede atenção no inverno

O inverno começou nesta quinta-feira (21) e os motociclistas devem abrir os olhos para um item importante: a bateria. Trata-se de uma das partes que exige maior cuidado em uma motocicleta. Embora as motos usem motor a gasolina, a eletricidade é vital para o funcionamento do propulsor. A energia elétrica armazenada na bateria faz girar o motor de partida, além de velas, bomba de combustível e até a injeção eletrônica – hoje presente em quase todos os modelos. Para que a moto tenha eletricidade é imprescindível que a bateria esteja em boas condições. 

Confira os equipamentos disponíveis no Shopping.MOTO.com.br!

Giovani Schuster, proprietário da oficina Frontera Motos em São Bento do Sul (SC), sabe bem disso. Afinal, a cidade é uma das mais frias do Brasil. Segundo Schuster, o maior problema para a bateria é a falta de uso da motocicleta, principalmente no inverno. “No frio, o lubrificante fica mais espesso e as partes metálicas têm maior atrito, o que exige mais energia da bateria para dar partida. Por isso costuma apresentar problemas no inverno”, explica o profissional.

Quer vender sua moto? Anuncie no MOTO.com.br! 

Confira algumas dicas para manter a saúde da bateria de sua moto:

1 - Uma vez por semana
Segundo o mecânico, para manter a bateria em boas condições não tem segredo: é preciso rodar com a sua moto pelo menos uma vez por semana. “Deixar o motor funcionar até atingir a temperatura ideal de funcionamento e dar uma volta com a moto evita problemas”, diz ele. 

2 - Quanto tempo dura a bateria
A bateria original da moto deve durar entre três ou quatro anos, porém isso depende do uso da motocicleta. Em motos que rodam pouco a bateria dura menos, por falta de uso. A instalação de acessórios – como alarmes, farol auxiliar ou sistema de som – também podem comprometer a durabilidade e a carga da bateria. Antes de instalar, consulte o Manual do Proprietário ou um mecânico para se certificar que a bateria da sua moto tem capacidade para receber tais acessórios. 

3 - Trocar nem sempre é a solução
Um erro comum é apenas substituir ou carregar a bateria quando ela está descarregada e não avaliar se há algum defeito na moto. “É importante descobrir o motivo que fez a bateria perder a carga, às vezes um equipamento como alarme ou mesmo um curto-circuito pode estar roubando carga”, alerta Schuster. Antes de trocar a bateria pifada por uma nova, avalie se outros componentes, como estator ou alternador, estão funcionando bem e enviando a carga correta para a bateria. Caso contrário, mesmo uma bateria nova poderá apresentar problemas novamente em breve. 

4 - Apoio de madeira funciona? 
Existem alguns truques populares para aumentar a vida útil da bateria. Segundo Tiago Peruci, responsável técnico da MXF Motors – distribuidora da marca MotoBatt – um deles é apoiar o descanso lateral sobre uma base de madeira, o que isola o contato com o solo evitando a fuga de corrente. Já o mecânico catarinense afirma que isso não funciona, exceto se houver fuga de corrente. Mas daí já e um outro problema. 

5 - Mantenedor de bateria
Quem não tem tempo ou não quer ter o trabalho de rodar com a moto no inverno, é possível instalar um mantenedor de bateria. O aparelho fica ligado à tomada comum e mantém a carga da bateria na medida ideal (entre 13,5 e 14,5 V) sempre pronta para funcionar. Alguns desses aparelhos ainda têm a capacidade de dar uma carga na bateria.



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br