MotoGP: Triumph deve fornecer motor para categoria Moto2

A categoria Moto2 da MotoGP, o Campeonato Mundial de Motovelocidade, foi criada, dentre inúmeras razões, para ser acessível, por isso, a Dorna, organizadora da competição, decidiu que seria melhor se apenas uma marca fornecesse os motores e se apenas uma empresa os preparasse.

É praticamente uma categoria monomarca, apesar de os chassis serem liberados. A Honda fornece a categoria o motor da extinta CBR 600RR desde 2010. Já estendeu o contrato duas vezes, mas 2018 será o último ano. 

Para 2019 a Triumph fornecerá o motor três cilindros de 765 cm³ que equipa a nova Street Triple 2017. A notícia é triste se considerarmos que a CBR 600RR já não existe mais no line-up da Honda, mas é animadora pelo lado do desenvolvimento da categoria.

Todavia, será um desafio e tanto para a inglesa Triumph, pois a Honda, junto a empresa ExternPro, que prepara os atuais motores, se vangloria de ter tido apenas cinco motores falhados nos três últimos anos competições, o que equivale a um milhão de quilômetros aproximadamente. 

Fotos: Triumph/Divulgação



Fonte:
Motociclismo




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br