Suzuki Intruder custom preparada na oficina de casa

Moto Repórter é o canal colaborativo em que o motociclista pode compartilhar experiências e histórias de moto

Por Aladim Lopes Gonçalves

Os textos e fotos publicados no canal Moto Repórter são enviados por motociclistas e internautas, leitores do MOTO.com.br, sem compromisso profissional de estilo e padrões, apenas com o objetivo de compartilhar suas experiências e histórias com outros fãs do mundo das duas rodas. Participe você também do Moto Repórter, canal de jornalismo participativo do MOTO.com.br. Envie sua notícia! 

 

André Luis Simão

Tenho uma pequena oficina de customização, a Silverstone, e queria compartilhar algumas informações sobre as transformações que realizo na minha garagem. Eu trabalho com Tecnologia da Informação, mas minha paixão por motos é maior. Por estas razões, acredito que poderia estimular outros pessoas a desenvolver seus projetos em duas rodas.

Recentemente abri uma pequena oficina custom dentro da minha garagem, com pinturas especiais, e instalação de acessórios, que seriam feitas a princípio apenas para minhas próprias motos e motos de amigos motociclistas, mas o hobby está virando negócio, usando poucos equipamentos e baixo orçamento faço algumas transformações em motos.

O projeto mais recente é uma Suzuki Intruder 125cc, ano 2006, que entrou bastante avariada, pintura muito queimada, entre outros detalhes, mas as transformação foi completa:

O dono da Intruder não queria alterações que não pudessem ser desfeitas, como soldas ou alterações em características originais, este foi o grande desafio, pois modelar e encaixar um banco solo usado as furações originais da moto fica bastante complicado.

Agora falando sobre as modificações, a moto recebeu novo banco solo, modelado por mim mesmo em aço galvanizado, suportes do banco também modelados por mim mesmo, sem soldas ou alterações irreversíveis no quadro, os mesmos suportes originais foram apenas movidos "mais pra frente" e adicionado um suporte para as molas do banco em uma chapa a parafusados no suporte original, as molas tipo "barril" eu já tinha em casa.

Também ganhou suporte da placa feita de aço, sem alterar o lacre, fixado no parafuso da roda.

Na sequência, cuidei da pintura e preparação do tanque e tampas laterais. A cor original da moto que consta nos documentos era verde, a escolha da pintura dois tons do tanque foi feito por mim mesmo, utilizando tinta duco e verniz alto-brilho, e uma divisão entre as duas cores, uma fina faixa pintada à mão.

Os novos bancos foram revestidos em corino marrom. A lanterna traseira original achamos muito grande, e com uma pequena adaptação, foi alterado pala lanterna do fusca, deixando a traseira mais "clean".

O proprietário da moto queria um sissy bar, e usando o próprio sissy bar original da moto criei este encosto na parte de trás.

O surpreendente foi esta transformação toda com um orçamento muito apertado, mas o resultado ficou bom e o proprietário da moto ficou muito feliz. Mais informações pelo email: andresilvertone@yahoo.com.br.

Fotos: André Luis Simão/Arquivo Pessoal


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br