Porque criticam tanto o que nós amamos?

Dias atrás eu estava lendo um blog de humor, bem conhecido, que leva o nome de um réptil sem dentes (!!!). Eu acesso esse blog frequentemente, e até conheço 'virtualmente' o responsável por ele.

Mas naquele dia, mais precisamente dia 21/10, vi um post escrito por outra pessoa. Até aí nada de anormal, porém o título do post era "A SEGURANÇA DE UMA MOTÓCA" e o autor, a partir daquele momento, desceu a lenha nas motos e consequentemente em nós, que as pilotamos.

Confesso que fiquei irado, zangado, aborrecido, enfim, PP da vida :-)

Vejam o parágrafo inicial e comecem a imaginar o que eu senti lendo isso :

"Hoje vou falar sobre um troço que cruza as ruas do planeta e que muitos insistem em chamar de meio de transporte: A Moto. A moto, ou motocicleta, está para meio de transporte assim como Obama está para o Nobel da Paz. Ambos existem, e ninguém parou para pensar que está errado. Que dia a humanidade vai acordar, olhar para uma moto e dizer: Como permitimos isso durante tanto tempo? Recolham e queimem!"

Troço... errado... queimar ??? Mas ele vai além, muito além disso, e diz "Moto, quanto mais evolui, pior fica..." e por aí vai.

Depois, o autor - ao qual respeito sua opinião mas não concordo com 99% do que ele diz - faz um 'gráfico' comparando o que acontece com um carro e uma moto quando (exemplos) :

* Batemos levemente em outro veículo :
Carro = lanterna quebrada. Moto = morte.

* Somos atingidos em velocidade por um besouro :
Carro = Sujeirinha no pára-brisa. Moto = morte.

* Catamos um buraco pequeno no asfalto :
Carro = Ai, que susto. Moto = Morte.

E ele prossegue com as comparações mais absurdas possíveis.

Bom, eu não preciso ir adiante para que você, assim como eu, perceba que o autor do post não entende absolutamente NADA de moto, nem deve saber pilotar uma, quando mais poder ser chamado de motociclista.

Dizer que uma pequena batida em outro veículo é igual a morte? Ou um besouro pode matar um motociclista? Um pequeno buraco? Faça-me o favor.

Esse autor nunca deve ter viajado de moto... nunca deve ter andado no trânsito de uma grande cidade... nunca deve ter enfrentado uma rodovia movimentada.

Escapar de uma situação de perigo, para ele, deve ser levantar do sofá sem tropeçar no controle remoto. Ou então conseguir trocar o pneu furado do seu 'carrinho' que lhe dá tanta segurança.

E as estatísticas? De onde ele tirou essas informações? Só penso uma coisa : da cabeça dele, ou então de um monte de &%^#%$#$!$!&.

Sim, estou indignado mesmo. Cansei de ler que as motos isso, as motos aquilo, os motoqueiros - ou motociclistas, tanto faz - são culpados de isso ou de aquilo.

Vejam a maioria dos acidentes - eu disse a maioria - e digam se os erros não são dos carros? Ou então de motoristas irresponsáveis, alcoolizados, sem experiência. É muito fácil colocar tudo 'num balaio só' e sair dizendo que moto é isso, que motociclista é aquilo e por ai vai.

Em todas as classes - todas, sem exceção nenhuma - existem os bons e os ruins. Isso vale para tudo. Ou você acha que motorista de 'carro' é tudo bonzinho, tudo gente fina, tudo 'sangue bão'? E carro não mata né?!?!?!?! Carro mata muito mais que moto, porque carro, normalmente, não mata apenas o motorista, mas mata gente na calçada, inocente, que passava por ali e não tinha nada a ver com a história.

Ah, esse autor diz que : "...O motoqueiro tem um capacete, e de vez em quando tem bigode que ajuda a amortecer". Eu não tenho bigode, mas piloto de maneira que um acidente não ocorra por minha culpa. Mas quantos de nós perderam amigos-irmãos por causa da irresponsabilidade de motoristas de 'carros', que se acham seguros por terem 78 air-bags, ABS, EDB, ESCAMBAU a fora? E por isso, por estarem 'seguros' em seus carros, abusaram e acabaram com a vida de alguém que andava na boa, de capacete e - talvez - sem um bigode para amortecer a batida?

Eu estava pensando, desde o dia em que li esse post, que eu precisava escrever sobre isso. Não sei se isso vai ter alguma complicação, mas eu pago para ver. Eu cansei... cansei de ver meus amigos sendo rotulados, e cansei de ver o que amamos - nossas motos - serem criticadas.

Ao invés de falar mal das motos, que tal o governo criar - e cobrar - leis decentes? Pagamos um seguro absurdo, pagamos IPVA, pagamos licenciamento, pagamos a bendita CIDE no combustível... e o que temos? Leis que não são cumpridas. Estradas que são um lixo ou então temos que pagar pedágios absurdos. Segurança nível ZERO nas capitais e grandes cidades. É isso que recebemos em troca... e além de tudo temos um e outro achando que a moto é a pior coisa do mundo.

Na opinião desse autor pode ser. Mas quem tem uma moto, quem viaja com ela, quem curte andar 'na boa', sabe que é ao contrário.

Hoje mesmo recebi um e-mail de um irmão motociclista. Ele tinha me pedido umas dicas sobre a Serra do Rio do Rastro. E ele foi, de Americana até a Serra. Me escreveu contando como foi a viagem. Sidney, vou colar uma parte do seu e-mail aqui :-)

"Eldinei, boa noite, tudo bom com você?

Acabei de voltar de viagem e não tenho palavras para agradecer as
dicas que você me deu....

...Logo depois do almoço segui para a serra. Cara, o que é aquilo???

Nunca vi lugar mais bonito... é um lugar mágico... sei lá, não tem como descrever o sentimento de passar por aquela serra. É incrível ver aquela serra no meio das montanhas e sem mais nada em volta.

Fantástico, por mais fotos e vídeos que você veja, não tem nem comparação em ver aquilo ao vivo. Li vários depoimentos de pessoas que foram até la e diziam que não tinha com descrever aquela paisagem, e eu não entendia porque, mas agora eu entendo.

...Muito obrigado pelas dicas e pelo incentivo de fazer essa viagem. A cada momento eu lembrava do seu e-mail e as coisas estavam conforme você escreveu.

Aquelas imagens ficarão para sempre na minha mente e agora estou doido para fazer mais umas viagens.

Abraços,
Sidney."

É disso que eu estou falando. Eu recebo relatos assim com frequência. É isso que eu digo : NINGUÉM entende a não ser nós, que amamos nossos "troços" - como o autor do post se referiu as motos.

Eu lembro da minha primeira viagem ao Uruguai, em 2006, com minha TDM-850. Não tenho palavras para expressar as emoções que eu tive. Me senti como o Sidney. Uma criança realizando um sonho.

Deixo algumas fotos dessa viagem. De carro, será que eu teria conhecido o Roberto (aparece na foto com sua esposa), que é um Uruguaio que mora no Brasil e percorre Brasil-Argentina-Uruguai de motor-home. De carro, será que eu pararia tanto para tirar fotos da paisagem? De carro, será que eu me sentiria parte da paisagem? Não... na minha opinião a resposta é não !

Mas tudo bem... já descarreguei um pouco da minha ira. Gostaria que o autor do post visitasse o MOTO.com.br e deixasse seu comentário... e eu gostaria muito que você comentasse : esse autor está com a razão ou ele só falou @#$%^&*@#$@$!#@!$@# ?

Forte abraço e bons caminhos - de moto ou de carro, mas com responsabilidade!

Eldinei "P.P." Viana
ppviana@gmail.com
www.viajantesolitario.com.br



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe essa notícia

Receba notícias de moto.com.br