Furo de reportagem

Colunistas do MOTO.com.br anteciparam em primeira mão o lançamento da nova Hayabusa.

Por Leandro Alvares

Graças aos colunistas Jaime Nazário e Gisele Flores, o MOTO.com.br registrou no dia 13 deste mês um furo de reportagem sobre o então possível lançamento da nova Suzuki Hayabusa, que foi confirmado nesta quarta-feira durante um encontro de revendedores da marca em Las Vegas, nos EUA.

Confira as “bolas dentro” que demos:

Design: Ganhará alguns “cortes” em ângulo mais reto, mas sem descaracterizar a forma de falcão da qual a moto herda o nome. O painel terá conta-giros analógico e velocímetro digital com outras funções de mini-computador. Lanternas dianteiras e traseiras devem ser incorporadas à carenagem para não comprometer a aerodinâmica.

Fato: Pelo que vemos, a carenagem terá alguns cortes em ângulos mais retos, as lanternas estão incorporadas à carenagem e não foi descaracterizada a forma de falcão. Tudo certo!

Escapamento: Pode ser mantido o escapamento dual lateral à roda traseira. Se olharmos a Suzuki B-King, a tendência fica por conta de um dual “losangular” embutido.

Fato: Foi mantido o dual lateral à roda traseira em formato losangular.

Motor: A nova Hayabusa poderá ter motorização 1500, 1600, 1400 ou uma nova versão do atual 1300cc. Fala-se muito num motor de 1400cc com seis cilindros em “V” que geraria algo em torno de 220 hps, mas a possibilidade de uma nova versão do 1300 é bem mais plausível.

A pista pode estar em outra moto, a B-King, uma máquina conceitual da Suzuki que foi apresentada no Salão de Tóquio de 2001 e entrará em vendas na Europa e nos EUA a partir de agosto deste ano, utilizando o mesmo motor 1300 da Hayabusa com um compressor mecânico que eleva sua potência dos atuais 175 para 200 hps.

Quase o mesmo propulsor e demais peças comuns com a B-King não encarecerão a produção, tornando a comercialização das duas motos economicamente viável. O motor é o mesmo, porém melhorado. Com um design apropriado já conseguiria retomar a posição de número um frente à ZX-14, pois se só aumentar a potência do motor na Haya atual isso já seria possível.

Fato: O novo motor da Hayabusa será de 1340cc, o mesmo que será utilizado na nova “naked” da Suzuki, a B-King! Deste novo propulsor se antecipou uma performance 11% superior à versão anterior, o que já deverá ser suficiente para novamente ultrapassar a ZX-14 como também dissemos. Atenção à potência estimada de 198 hps, também cravada por nós.

Além disso, a principal novidade deste motor será possibilitar ao piloto três diferentes ajustes de funcionamento. Que máximo! A compressão poderá alcançar até 12,5 para 1 (o 1300 atual é de 11,0 para 1).

Para dar conta deste novo “trem de força”, o sistema de refrigeração foi melhorado por um radiador curvado de maior eficiência. Um novo sistema de exaustão também foi concebido para deixar a moto de acordo com as novas restrições de emissão de gases poluentes.

Tanto as suspensões dianteira quanto a traseira são totalmente ajustáveis. O sistema de câmbio também foi melhorado para evitar possíveis quebras de motor em reduções agressivas. Os freios devem ter como opcional o sistema ABS.

O chassis teve algumas características atualizadas, mas manteve o estilo de ciclística que lhe era familiar, perdendo um pouco de peso e aí, novamente tínhamos dito: Uma “lipo” deverá acontecer e o seu peso cairá para perto dos 200 Kg, a fim de se atingir uma relação de peso/potência de 1 para 1, sem comprometer torque.

Para confirmar ainda mais tudo que antecipamos, a nova B-King foi apresentada tendo sua própria versão do motor 1340 DOHC, que equipará a nova Hayabusa. Na B-King, por exemplo, serão disponibilizados apenas dois modos de ajuste de funcionamento do propulsor.

Preço: Uma ZX-14 tem preço sugerido entre 11.599 a 11.899 dólares (mercado americano), enquanto uma Hayabusa é oferecida a 11.149 dólares, ou seja, não podem os entusiastas da Haya imaginar que virá por aí uma super-moto, pois o limitante do preço é bem grande. Mesmo uma nova Hayabusa deve ficar com preço máximo de 12.000 dólares.

Fato: O preço antecipadamente estimado para os distribuidores durante o encontro foi de US$ 11,789.00! Bingo!

Agora vai mais uma previsão animadora. Como foi mantida uma similaridade do modelo novo da Hayabusa com o atual (anterior), não deverá ocorrer uma grande desvalorização do preço destas motos para seus proprietários. Até porque a atual Haya 0 Km já vinha sendo comercializada com muito desconto, de US$ 7.000,00 a US$ 9.000,00 no mercado americano.

Ficamos muito orgulhosos de poder ter antecipado uma série de tendências que seriam seguidas nessa fantástica moto. Uma máquina de personalidade que pelo mundo inteiro reúne fãs e admiradores. Uma moto com nome — Hayabusa, não só uma sigla como em outras motos — e personalidade que fizeram e continuarão fazendo história. Parabéns para a Suzuki!

Jaime Nazário e Gisele Flores são fãs declarados do fascinante mundo do motociclismo. Executivo e professor do segmento de Transportes e Logística, Nazário possui duas máquinas, uma Suzuki GSX 1300R Hayabusa e uma Honda NX 350 Sahara. Gisele não fica atrás: tem uma Suzuki GSX 750F e uma Honda NX 200.

Confira o furo de reportagem clicando aqui.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br