V-Rex: Futuro em duas rodas

Empresa americana cria moto com desenho futurista, equipada com motor e peças da HD.

Por Leandro Alvares

Murillo Ghigonetto

Exclusividade é uma palavra que sempre esteve presente no vocabulário de muitos fabricantes de motocicletas ao redor do mundo. Basta dizer que todo ano, em qualquer evento de motociclismo, é cada vez mais comum encontrarmos modelos totalmente customizados.

Agora a novidade se chama V-Rex, usa motor e acessórios de Harley-Davidson e vem dos Estados Unidos fabricada pela Travertson.

Toda a idéia da V-Rex surgiu da mente de um desenhista australiano chamado Tim Cameron. Em 2003, ele projetou um modelo em 3D de uma motocicleta com linhas totalmente futuristas, a qual chamou de “Dreambike” (moto de sonho), tudo por pura diversão.

“O primeiro desenho foi feito em uma pequena folha de papel. Minha inspiração foi minha imaginação. Eu queria algo totalmente inovador e futurista. Uma moto com uma frente radical e com ‘cara de mau’ mesmo”, conta Cameron.

A história ganhou proporções maiores quando uma revista australiana publicou seu desenho, divulgando as primeiras linhas da moto para uma legião de fãs do motociclismo. A repercussão foi tão grande que o rascunho chegou aos Estados Unidos. Por lá, um engenheiro francês e ex-piloto de motos chamado Christian Travert se empolgou com a possibilidade de poder dar vida ao projeto. Após alguns meses de muita conversa entre Travert e Cameron, nascia a Travertson, uma empresa sediada em Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, especializada em fabricar “motocicletas dos sonhos”.

Do sonho à realidade

Hoje, quase cinco anos depois, o projeto da “Dreambike” finalmente deixou os rabiscos de papel para se tornar realidade. Apresentada pela primeira vez no Daytona Bike Week, nos Estados Unidos, a V-Rex Dreambike é o primeiro projeto da Travertson e já está sendo produzido em série. O modelo, de linhas bastante ousadas, parece ter saído de dentro de um filme de ficção científica.

Na dianteira, o destaque fica por conta do visual dos dois braços em alumínio que fixam a roda e a suspensão no lugar, sistema este muito semelhante a uma balança traseira vista em outros modelos de motocicletas. Outro ponto interessante é a lanterna. No lugar de um grande conjunto óptico, os criadores da V-Rex instalaram pequenos grupos de luzes dispostos paralelamente. O aspecto “volumoso” da V-Rex é reforçado pela distância entre eixos de 2010 mm. Para quem procura por visual diferente, este é o modelo certo.

As formas das carenagens laterais impedem que a moto passe despercebida pelas ruas. Construídas em fibra de vidro e carbono, elas apresentam aspecto bastante futurista. O assento do piloto é baixo (642 mm) e tem seu ponto de fixação no quadro pela frente, diferente do usual (por baixo).

A rabeta foi totalmente extinta neste modelo, não deixando lugar para o assento da garupa. O painel de instrumentos é simples e, assim como alguns componentes do sistema elétrico, foi herdado de modelos da Harley-Davidson. O guidão, feito em alumínio, segue a mesma “cara” do resto do conjunto, com desenho moderno e não menos chamativo.

Para completar, não faltam cromados na V-Rex. Por onde se olha, estão pequenos acessórios e peças refletindo o brilho de toda essa “customização futurista”. No entanto, neste sentido, diga-se, nada brilha mais do que o motor.

Assim como outros componentes da motocicleta, o motor é o mesmo utilizado pela Harley-Davidson na V-ROD. Com 1.250 cm³, o propulsor de dois cilindros em “V” é capaz de gerar 120 cavalos de potência. O câmbio é de cinco velocidades com a transmissão final feita por correia.

Levando-se em conta seu peso de 304 kg, o comprador de uma V-Rex não deve esperar muita “força” do motor. No entanto, convenhamos, esta moto está mais para se admirada parada, em um grande evento, do que em movimento.

Disponível em qualquer cor (mediante encomenda, neste caso), a V-Rex é vendida no mercado americano por US$ 39.900,00. O fabricante não oferece nenhum tipo de opcional. Para eles, segundo informam, a V-Rex é completa e se destaca por uma característica bem peculiar: “Looks good from every angle!”, ou seja, “É linda de qualquer ângulo!”.

Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br