Setor de duas rodas mantém crescimento em maio

Mercado nacional registrou aumento de 10,3% na produção ao longo do quinto mês do ano.

Por Leandro Alvares

A indústria brasileira de motocicletas manteve o ritmo de crescimento verificado desde o início de 2007 e fechou o mês de maio com aumento de 10,3% na produção.

Segundo dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), os números de vendas também acompanharam o avanço, passando de 133.320 motocicletas comercializadas em abril para 140.060 em maio, um crescimento de 5%.  

De janeiro a maio deste ano foram vendidas 669.880 motos, o que representou um salto de 27,6% no comparativo ao mesmo período de 2006. Os números da produção também mantiveram o crescimento apresentando, atingindo 23,7% de aumento. 

No comparativo entre os meses de maio de 2006 e 2007, houve crescimento da ordem de 15,2% nas vendas e de 12,2% na produção. “Os números positivos sinalizam aumento para os próximos meses, confirmando as previsões do setor feitas para 2007” disse Paulo Shuiti Takeuchi, presidente da Abraciclo.  

As vendas no mercado interno totalizaram 140.060 motocicletas e as exportações apresentaram um leve crescimento, de 16,8%, do mês de abril para maio. Mesmo com esta pequena alta — com o real forte frente ao dólar —, as exportações de motos vêm sofrendo queda. Isso fica mais visível no comparativo dos cinco primeiros meses deste ano com os mesmos de 2006, quando foram exportadas 11.464 máquinas de duas rodas; uma queda de 45,3%. 

Crescimento Regional

Nos últimos oito anos, a frota duas rodas cresceu 590% na região norte, 372% na região nordeste, no centro-oeste 280,3% e apenas 191% na sudeste. “Os números demonstram a alta aceitação da motocicleta como meio de transporte eficiente, independentemente da finalidade de utilização adotada por seus condutores”, afirma Takeuchi.  

Ao contrário do que a opinião publica imagina, São Paulo não está na lista das cidades que mais crescem o número de motociclistas. Apresentando um crescimento de 80% nos últimos seis anos, a metrópole está atrás de outras 20 capitais.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br