Scooter BMW poderá ser elétrico

Arthur Caldeira

O lançamento de um maxi scooter BMW até o final deste ano já é dada como certa no mercado europeu. Acredita-se que a fábrica bávara deva utilizar um motor de 800cc tradicional, ou seja, movido a combustão interna. Porém, durante o evento BMW Motorrad Innovation Day (Dia da inovação das motocicletas BMW), realizado no início de julho na Alemanha, foi apresentado um maxi scooter, ainda disfarçado, porém movido por um moderno motor elétrico.

Apesar de afirmar claramente que se trata de um conceito, o E-Scooter levantou suspeitas de que a marca alemã, famosa por utilizar soluções inovadoras, possa surpreender duplamente com seu futuro lançamento: seria o primeiro scooter BMW e ainda por cima ecológico.

“Enquanto os scooters puramente elétricos disponíveis atualmente tem sido usados dentro de pequenas cidades devido ao seu desempenho e autonomia limitados, o novo scooter conceito da BMW oferece um espectro muito mais amplo de utilização”, afirma o press-release do E-Scooter. Dando pistas de que esse scooter elétrico mais potente e com autonomia para 100 km possa se tornar realidade.

Mais autonomia e desempenho
Patrocinado pelo Ministério Alemão do Transporte e Desenvolvimento Urbano, a pesquisa que deu origem ao E-Scooter BMW tinha dois objetivos principais: produzir um maxi scooter com desempenho comparável aos movidos a combustão interna; e que tivesse grande autonomia para o uso real.

Para alcançar esses objetivos foi utilizado um motor elétrico que não é aplicado diretamente no eixo, como em outros modelos elétricos. Neste conceito BMW a transmissão primária é feita por correia e a transmissão final se utiliza de uma corrente, como nas motos tradicionais, ou seja, a transmissão de “força” para as rodas é feita por uma corrente, aparentemente selada.

Com isso foi possível instalar um sistema que recupera a energia das rodas nas frenagens e desacelerações e a devolve ao motor – aumentado dessa forma a autonomia que, segundo a BMW, pode chegar a 100 km na bateria de alta capacidade.

O projeto ainda focou no desempenho da aceleração entre 0 e 60 km/h – importante para a locomoção urbana. A BMW garante que o E-Scooter equivale a um maxi scooter de 600cc movido a gasolina. A velocidade máxima não foi divulgada.

Outra novidade é a rápida recarga da bateria: caso esteja completamente “zerada” são necessárias menos de três horas. Porém com o sistema de recuperação de energia, dificilmente a bateria descarrega-se completamente.

Informações detalhadas e especificações técnicas não foram divulgadas. O que aumenta ainda mais as suspeitas de que o futuro scooter alemão poderá ser elétrico.

Fotos: Divulgação



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br