São Paulo terá centro de treinamento para motociclistas

 

A Abraciclo (Associação dos fabricantes de moto) e a CET-SP (Companhia de Engenharia de Tráfego) estabeleceram oficialmente um acordo de cooperação visando o desenvolvimento de um Centro Educacional Paulistano de Motociclistas, o Cepam. As obras das instalações devem ter início no mês de fevereiro.

Além do conhecimento técnico, a entidade, através do apoio de seus associados Dafra, Harley-Davidson, Honda, Kawasaki e Yamaha, fará um investimento mínimo de R$ 520 mil para a realização de benfeitorias na infraestrutura do local escolhido, onde atualmente está situado o Espaço Vivencial de Trânsito - EVT Chico Landi, na Zona Leste da capital.

“Nossa expectativa é que o Cepam possa servir como uma referência para os motociclistas, e que as ações ali realizadas sirvam não só para o aprimoramento de conhecimento e habilidades, mas também para promover uma mudança de comportamento no trânsito”, afirma Roberto Akiyama, presidente da Abraciclo.

O convênio tem prazo de vigência de 30 meses, contados a partir da assinatura do contrato, prorrogável por igual período mediante interesse das partes. A expectativa é atender até 20 mil motociclistas por ano.

Essa não é a primeira vez que a CET-SP e a Abraciclo firmam acordo buscando uma maior conscientização dos motociclistas. A entidade também realizou, através de convênio de cooperação em 2004, obras e benfeitorias feitas no Centro de Treinamento e Educação de Trânsito da companhia de Tráfego (CETET), na Barra Funda.

Educação e segurança
A finalidade do Centro é a promoção de uma diversidade de programas e eventos educativos focados exclusivamente nos motociclistas, como treinamentos teóricos e práticos, feiras e exposições, seminários, palestras, congressos, desenvolvimento de pesquisas, eventos de mobilização e conscientização – como, por exemplo, o tradicional MotoCheck-Up, realizado pela Abraciclo desde 2008, que já atraiu mais de 30 mil motociclistas – com o intuito de disseminar informações, transmitir conhecimentos técnicos, desenvolver habilidades práticas de pilotagem segura, incutir regras de trânsito e difundir valores e princípios de cidadania.

O convênio estabelece que a Abraciclo será responsável pela elaboração do projeto executivo e realização das obras de adequação, além de ceder 20 motocicletas a serem utilizadas nos treinamentos efetuados no local.

Já a CET-SP entra com a oferta do espaço, elaboração dos conteúdos técnicos dos programas educativos e materiais didáticos - contando com o apoio da Abraciclo, além de cuidar da manutenção predial e da oferta de recursos humanos. Juntas, as duas entidades elaborarão um calendário anual com todos os eventos a serem organizados no local.

Papel social da moto
Com uma frota nacional superior a 18 milhões de veículos, a motocicleta é hoje o principal elemento de inclusão social das classes menos favorecidas, e graças a ela muitos realizaram o sonho de ter seu primeiro meio de transporte próprio, além da geração de renda e emprego para muitas famílias que utilizam o veículo para exercer atividades remuneradas.

“Para que possamos ter uma convivência pacífica e respeitosa no trânsito é necessária uma mudança de comportamento de todos os seus atores, baseada na educação”, conclui Roberto Akiyama.

Foto: Divulgação



Fonte:
Equipe MOTO.com.br




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br