Revolução americana

Buell lança modelo superesportivo equipado com motor Rotax de refrigeração liquida.

Por Leandro Alvares

Murillo Ghigonetto

Depois de quase 25 anos de história, a fabricante americana Buell resolveu revolucionar. Isso porque a montadora acaba de lançar nos Estados Unidos a Buell 1125R, modelo que chega para tentar brigar no mercado das superesportivas.

Entre as novidades, está o inédito motor fabricado pela Rotax com refrigeração líquida, em substituição aos já tradicionais propulsores da Harley-Davidson que vinham equipando toda linha Buell ao longo dos anos.

Para aqueles que não notavam muitas diferenças entre as motos da marca, a nova Buell 1125R chega como um prato cheio de novidades. Na dianteira está uma carenagem mais adiantada que pode causar certa estranheza para os olhos mais atentos, apesar de seu estilo esportivo.  Nesta mesma carenagem estão fixados os espelhos retrovisores, que contam com as luzes do pisca integradas.

O tanque de combustível continua alocado no quadro, marca registrada dos modelos Buell. Nas laterais, estão duas semi-carenagens que dão um aspecto diferenciado ao desenho do conjunto, além de funcionarem como dutos de ar para o resfriamento do  motor.

Diferentemente dos outros modelos comercializados pela fabricante americana, o assento está em dois níveis, o que resultou em uma rabeta com desenho um pouco mais alongado. Todas essas inovações reforçaram o apelo esportivo da moto.

No entanto, não existe esportividade sem desempenho. E neste sentido os engenheiros da Buell também souberam escolher bem o coração que daria vida à nova 1125R. Ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos 25 anos, a Harley-Davidson, proprietária da marca Buell, não foi escolhida como fornecedora de motores para a 1125R, em específico. No lugar, foi eleita a Rotax.

Para isso, a fabricante austríaca preparou um motor de dois cilindros em “V” a 72º de 1.125 cm³, DOHC (duplo comando de válvulas no cabeçote), capaz de desenvolver 146 cv de potência máxima a 9.800 rpm, e torque de 11,1 kgf.m a 8.000 rpm.  Nada mal para empurrar os 170 kg de peso da moto.

Com isso, este propulsor inova não apenas por ser o mais potente a equipar um modelo de motocicleta Buell, mas também por ser o primeiro a oferecer refrigeração a líquido em um modelo da marca. A transmissão é de seis velocidades, com a final feita por correia dentada.

Na parte ciclística, poucas alterações podem ser notadas em relação às outras Buell. A curta distância entre eixos, outra marca registrada, de 1387 mm deve continuar privilegiando a agilidade e o equilíbrio nas tomadas de curva. Na dianteira, a 1125R usa suspensões invertidas da Showa com tubos de 47 mm de diâmetro e curso de 120 mm. Na traseira, a suspensão é monochoque, também da Showa, com curso de 127 mm e possibilidade de ajustes na pré-carga da mola.

Os freios usam o sistema ZTL, com fixação perimetral dos discos feita diretamente na roda. Na dianteira, está um único disco de 375 mm com pinças de oito pistões. Já na traseira, um disco simples de 240 mm com pinças de dois pistões se encarrega de frear esta bela esportiva americana. 

No Brasil, o representante da marca ainda não tem uma previsão oficial para inicio de comercialização. No entanto, é de se esperar que o modelo esteja nas concessionárias apenas no próximo ano.

Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br