Multas em aberto podem sujar seu nome em SP

O prefeito Gilberto Kassab adotou duas formas para apertar o cerco contra pessoas e empresas que não pagam suas multas de trânsito — algo em torno de 2 milhões de 2006 a 2009, cerca de 10% do total aplicado.

Além da multa para pagar e do risco de ter o veículo apreendido, o "nome sujo" na praça e a ameaça de ação judicial fazem parte das novas medidas. Com isso, o devedor irá enfrentar novas ameaças.

Uma delas é o protesto em cartório, o que faz com que ele passe a ter restrições de crédito em bancos ou em lojas. As medidas entraram em vigor no início do mês. Após notificação, os devedores terão 30 dias para defesa.



Fonte:
Agência Infomoto




Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br