Motor-Z busca novas conquistas no mercado

Empresa promete lançar scooters elétricos mais potentes e modelos movidos a gasolina.

Por Leandro Alvares

Aldo Tizzani

Em apenas quatro meses de atuação no mercado de duas rodas, a linha de scooters elétricos da Motor-Z, marca do grupo Zeppini, apresenta crescimento acima do esperado. Hoje são 32 pontos de vendas espalhados por várias partes do País — São Paulo e Santos (SP); São Luís (MA); João Pessoa (PB), Recife (PE), Fortaleza (CE), Londrina e Maringá (PR).

A empresa também apresentará cinco novidades ao público durante o Salão das Duas Rodas, que acontece de 16 a 21 de outubro, no Expo Imigrantes, em São Paulo (SP). Além da ampliação da linha de scooters elétricas com motores mais potentes, a fabricante vai entrar no mercado de motos convencionais, movidas a gasolina.

Paulo Rogério Fernandez, diretor executivo da Motor-Z, diz que um conjunto de fatores foram os responsáveis por esta alavancada nos negócios. “Entre eles, a consciência ecológica e a utilização de uma fonte de energia limpa que, no futuro, pode ser adotada como padrão,” conta o executivo.

Ele ainda acrescenta que os revendedores Motor-Z formaram uma verdadeira comunidade, estimulada pelo fato de ser um veículo elétrico que não polui. A meta da Motor-Z não é nada modesta: abrir até o final do ano 120 revendedores e pontos-de-venda em todo o Brasil.

Mas a empresa não pára por aí. Como todo produto evolui tecnologicamente, o modelo S 800, top de linha, agora conta com bateria destacável, que pode ser transportada para qualquer ponto de energia elétrica.

Para o Salão das Duas Rodas, a empresa promete muitas novidades. A linha 2008 terá motores elétricos com maior potência e autonomia. Outro lançamento é o sistema de bateria removível, que facilita a recarga, feita em qualquer tomada comum de 110 ou 220 volts. Os modelos V500, o scooter com estilo vintage, e o S800, com design esportivo, continuam a ser produzidos pela Motor-Z.

Outra iniciativa arrojada por parte da empresa será a importação de motos com motores a combustão. Os modelos já foram homologados pelos órgãos de segurança e trânsito. “A intenção é brigar por uma participação no mercado de veículos populares”, destaca Fernandez.

“Estamos atendendo a uma necessidade do mercado. Hoje, a Motor-Z tem condições técnicas para responder rapidamente a estes anseios do segmento de duas rodas. E é isso que estamos fazendo com a chegada dos modelos movidos a gasolina”, explica o executivo, que está há 11 anos no Grupo Zeppini.

Ecologicamente correto

Hoje, os condomínios ecologicamente corretos estão em moda em todas as partes do mundo. Tais conjuntos residenciais reutilizam a água dos chuveiros e dos lavatórios. Muitos têm sistema de aquecimento misto (solar e gás), além de aproveitar a água da chuva para regar os jardins. Seguindo esta linha de raciocínio, os veículos elétricos são ideais para as rotinas de segurança e conservação destes residenciais.

Segundo o diretor da Motor-Z, o ponto de abastecimento elétrico será tão importante quanto o espaço gourmet, as piscinas aquecidas e as quadras de tênis. “Já fomos sondados por incorporadores europeus. Eles querem adquirir 40 scooters elétricas para um condomínio ecologicamente correto que está sendo construído em Portugal”, revela Rogério Fernandez. 

Modelos elétricos

A Motor-Z conta, até agora, com três opções de scooters elétricas, que são importadas da China e montada pelo sistema CKD (completamente desmontadas). A S500 é o modelo de entrada da marca. Conta design moderno, motor de 500 watts e tem preço sugerido de R$ 3.650,00.

A V500 traz o melhor do estilo retrô, evidenciado pelo cromados, acabamento diferenciado e custa R$ 3.995,00. Já a S800, um pouco maior e com motor de 800 watts, tem preço de R$ 4.500,00.

Todos os modelos dispensam alavancas de câmbio, já que utilizam motor com tração aplicada diretamente sobre a roda traseira. Para carregar a bateria, basta ligar à rede elétrica em tomadas comuns (110 ou 200 Volts). A autonomia é, em média, de 40 Km. É ideal para pequenos deslocamentos.

Fotos: Caio Mattos e Wagner Menezes.

Fonte:
Agência Infomoto

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br