Motociclistas fazem protesto na Dutra

Manifestação contra o preço do pedágio foi realizada na manhã desta terça-feira.

Por Leandro Alvares

O feriado de 1º de maio foi de protesto para cerca de 150 motociclistas brasileiros, que se reuniram na Rodovia Presidente Dutra, no Rio de Janeiro, para se manifestarem contra o valor da cobrança de pedágio de motos, imposta pela Concessionária Nova Dutra.

Desde o dia 24 de abril, a empresa iniciou a cobrança de tarifas que variam de R$ 1,60 a R$ 3,70 a todos os veículos de duas rodas. O motivo alegado para a imposição da medida foi o aumento da frota, além do índice de acidentes e ocorrências ocasionadas por motos.

Indignados com o valor considerado por eles abusivo, os motociclistas saíram do km 163 da Dutra, na altura de um posto de gasolina, na Pavuna, no subúrbio, em direção ao pedágio de Seropédica, na Região Metropolitana. A manifestação causou cerca de um quilômetro de congestionamento.

Segundo os manifestantes, eles não querem que a concessionária deixe de cobrar o pedágio, e sim, reduza o valor, alegando que as motos não provocam um desgaste nas pistas que justifique os preços atuais.

De acordo com a Nova Dutra, o número total de acidentes na rodovia em 2001 foi de cerca de nove mil, dos quais 564 envolvendo motos. No ano passado, o número diminuiu para 8.464, porém, o número de motocicletas envolvidas subiu para 922, um aumento de 63%.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br