Motoboys elegem nova musa e top model

Em seu segundo ano, Motoboy Festival atraiu 12 mil pessoas ao Centro de Exposições Imigrantes.

Por Leandro Alvares

A segunda edição do Motoboy Festival, realizada entre os dias 25 e 28 de janeiro, em São Paulo, comprovou mais uma vez que existe muito charme e beleza na classe dos motofretistas. Pelo segundo ano consecutivo, o evento promoveu um concurso para eleger a musa do setor das duas rodas e estreou, além disso, uma disputa voltada para o público masculino.

Entre as motogirls, registrou-se a impressionante marca de 800 inscritas. Bruna Fernandes, de 21 anos, foi a vencedora da competição. Com 52 quilos distribuídos em 1,65 m de altura, a estudante de medicina na USP levou como prêmio um contrato de três anos com uma grande agência de modelos e uma moto zero quilômetro.

“O meu grande sonho é fazer especialização em geriatria, mas por enquanto posso conciliar a minha rotina com a das passarelas. Já posso até chamar a Gisele Bündchen de colega e pedir umas dicas”, brincou.

Amanda Nogueira Gonçales ficou com o segundo lugar, faturando uma viagem com acompanhante e um relógio de mil reais pela conquista. A mesma premiação foi entregue a Aline Oliveira Lopes, escolhida a terceira colocada.

No desfile dos rapazes, 80 motoboys andaram pela passarela e mostraram que os homens também cuidam da aparência. No final, o jovem Ubiratan da Silva Baltrusis, de 20 anos, 1,92 m e 82 quilos, foi eleito o top model do concurso e também arrematou um contrato de três anos com a agência de modelos e a moto zero km.

“Eu resolvi participar somente no último dia de inscrições, por brincadeira. Não acreditei quando me anunciaram como o vencedor”, afirmou. “Como Ubiratan não é um nome muito comum, sabia que era eu mesmo”, disse entre risos.

Motoboy desde os 16 anos, Ubiratan quer aproveitar a oportunidade para dar um novo rumo à vida. “Pretendo deixar a minha profissão por uns tempos e investir na carreira de modelo”, revelou.

De acordo com os organizadores, o Motoboy Festival 2007 atraiu 12 mil pessoas ao Centro de Exposições Imigrantes em quatro dias de programação. Além do concurso de beleza, o público pode se entreter com vários outros tipos de atrações, como a gincana “Melhor Entrega”, a final de futebol society do “Campeonato Motogol”, shows musicais, exposição e venda de produtos e serviços, campanha de doação de sangue e realização de testes oftalmológicos, de glicose e dental gratuitos, apresentação da equipe Dracena Moto Show e a praça de artes.

“Este evento oferece informações de qualidade para o aprimoramento da atuação dos motoboys em seu dia-a-dia e o objetivo é passar à sociedade os valores e importância dessa atividade”, afirmou Luis Augusto de Alcântara Machado, diretor da empresa organizadora da festa.

“Queremos estimular o bom convívio entre a população e os motociclistas profissionais. E continuaremos com esse objetivo, acrescentando também em 2008 uma parte voltada à realização de negócios, trazendo os lojistas do segmento motociclista para dentro do evento”, antecipou.

A edição do próximo ano já está programada para acontecer entre os dias 24 e 27 de janeiro. “Acreditamos que, aos poucos, os motoboys estarão mais conscientes de que esse evento é feito para que o motociclista profissional aproveite por completo os seus benefícios e entenda que é um canal importante para que ele possa falar com a sociedade”, completou Alcântara Machado.

Estima-se que, anualmente, o mercado de motoboys movimente US$ 1 bilhão na cidade de São Paulo, entre salários, compra de equipamentos e acessórios, combustível, manutenção das motos, serviços prestados, entre outros. Somente na capital paulistana, cerca de 200 mil motofretistas estão em atividade, percorrendo diariamente 200 km. O consumo de combustível chega a 1 milhão de litros por dia, com troca de pneus a cada 1,5 mês.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br