Mercado de motos segue aquecido

Indústria nacional manteve resultados positivos no acumulado de janeiro a fevereiro.

Por Leandro Alvares

Muda o mês, mantém-se a escrita positiva referente ao mercado brasileiro de motocicletas. De acordo com a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), entre janeiro e fevereiro deste ano foram produzidos 279.046 equipamentos de duas rodas, volume 33% superior em relação às 209.840 unidades fabricadas no mesmo período de 2006.

Se comparados o acumulado dos dois primeiros meses de 2007 com os meses de novembro e dezembro do ano passado, em que foram produzidas 210.305 motos, o crescimento foi de 32,7%. E, ainda, se comparada à produção de fevereiro deste ano com o que se produziu no mesmo período de 2006, também houve crescimento de 20,9%.

No entanto, a produção do mês do carnaval — 130.044 mil motocicletas — representou um volume 12,7% menor em relação às 149.002 máquinas construídas em janeiro.
 
“A queda registrada neste último mês não assustou as fabricantes e gerou apenas uma oscilação de mercado, que não comprometerá o crescimento da indústria nos próximos meses”, garantiu Paulo Shuiti Takeuchi, Presidente da Abraciclo.

No mercado interno, de janeiro a fevereiro deste ano foram vendidas 253.358 motocicletas, contra 188.636 unidades comercializadas no mesmo período de 2006. Isso representa aumento de 34,3% das vendas dos meses de janeiro e fevereiro entre os dois anos.

Se comparados o acumulado dos dois primeiros meses deste ano com os meses de novembro e dezembro do ano passado, em que foram vendidas 206.927 motocicletas, o crescimento foi de 22,4%.

Em fevereiro, foram vendidas 119.607 motocicletas. No comparativo com janeiro, registrou-se queda de 10,6%, mas em relação às vendas de fevereiro de 2006, houve crescimento de 17,8%.

“A queda nas vendas de fevereiro é conseqüência da ligeira desaceleração da produção e, da mesma maneira, não irá comprometer a perspectiva de crescimento para este ano”, explicou Takeuchi.
 
As exportações caíram no último mês, quando comparadas com a quantidade de motocicletas exportadas no mesmo período de 2006. Em fevereiro deste ano, 7.912 motos foram vendidas ao mercado externo, número 55% inferior a fevereiro do ano passado, quando 17.589 unidades foram exportadas.

Na comparação dos dois primeiros meses de 2007 com o mesmo período do ano passado, o volume de exportações foi 42,1% inferior. Neste ano, de janeiro a fevereiro, 17.950 motocicletas foram exportadas, contra 30.977 unidades vendidas no mercado externo durante idêntico período em 2006.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Compartilhe:

Receba notícias de moto.com.br